Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 23/07/2019

Viva Bem - A | + A

18.07.2003 | 03h00

Os diálogos de Cidade de Deus

Facebook Print google plus

Na capa do livro estão estampados três nomes, mas, ao lado de Fernando Meirelles, Bráulio Mantovani e Anna Luiza Müller, poderia figurar muito mais. "Esse roteiro contou com a contribuição milionária das improvisações dos atores. Foram eles que "escreveram" a versão final dos diálogos", comenta Mantovani a respeito de Cidade de Deus - O Roteiro do Filme (Objetiva, 216 páginas, R$ 32,90) livro que acaba de ser lançado em São Paulo e em breve chega às livrarias de todo o país.

A participação dos atores, especialmente os anônimos, foi realmente decisiva, pois ter caras desconhecidas era um dos pontos de partida do filme. Fernando Meirelles buscava uma representação viva da realidade e, quando a técnica dos atores profissionais era colocada ao lado da vivência e espontaneidade dos amadores, ela denunciava o profissional.

O diretor contou, por exemplo, que, ao saber que os não-atores, convidados a partir das comunidades do Rio de Janeiro, não tinham lido o roteiro e buscavam a improvisação, Matheus Nachtergaele, ator profissional com mais destaque na trama, decidiu abandonar a construção do personagem e também passou a agir intuitivamente.

A participação de adolescentes dos morros e favelas cariocas, que integravam oficinas organizadas e lideradas por Kátia Lund, é um dos pontos altos do filme ao revelar o talento e a profissionalização de muitos adolescentes que encontraram no cinema uma porta aberta para o mercado de trabalho.

O livro com o roteiro do filme, que atraiu mais de 3 milhões de espectadores e cuja primeira edição em DVD foi recentemente lançada (a completa, com farto cardápio de extras, sai apenas em outubro), conta como foi o processo de criação, desde a decisão de adaptar o livro de Paulo Lins até o início das filmagens, o lançamento em agosto do ano passado, as críticas, além participação em festivais e premiações. Como costuma acontecer em DVDs, o livro apresenta ainda cenas que não entraram na edição final.

A jornalista Anna Luiza Müller, que participa da edição, acompanhou a produção do filme, coletando depoimentos dos atores e equipe técnica, além de acrescentar detalhes sobre a fotografia, iluminação e direção de arte que podem interessar não apenas a quem está atento às informações de bastidores, mas também aos curiosos sobre os processos de elaboração de um filme que, apesar de polêmico inicialmente, é um dos mais assistidos do país junto com Carandiru, de Hector Babenco.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Segundo o presidente Jair Bolsonaro, é melhor ter menos direitos e ter emprego do que ter muitos direitos e não ter emprego

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 23/07/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 26,05 -2,07%

Algodão R$ 92,10 -0,12%

Boi a Vista R$ 137,00 5,38%

Soja Disponível R$ 75,00 1,35%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.