Cuiabá, Terça-feira 25/09/2018

Gastronomia - A | + A

14.10.2017 | 09h33

'Quentinhas' saudáveis surgem como opção segura, nutritiva e econômica

Facebook Print google plus
Reprodução

Mesmo ba rotina apressada, é importante se alimentar bem

O cotidiano agitado é o principal impedimento para que muitos brasileiros se alimentem de modo saudável e adequado, principalmente no trabalho. Assim, o hábito de comer fora de casa tem sido cada vez mais incorporado ao dia a dia das pessoas. Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o brasileiro gasta aproximadamente 25% de sua renda com alimentação fora do lar.

Apesar da rotina apressada, as pessoas estão buscando se alimentar melhor. O consumo de refrigerante ou suco artificial, por exemplo, caiu em 14,4%, na última década, segundo a pesquisa Vigitel, do Ministério da Saúde. E a oferta variada de refeições, lanches e petiscos cresce no Brasil, especialmente no ramo da alimentação saudável. Atualmente, há opções de refeições nutritivas com alimentos orgânicos, integrais, e até versões light e diet, para marmitas que podem ser compradas prontas ou preparadas em casa.

Para comemorar o Dia Mundial da Alimentação, celebrado em 16 de outubro, nada melhor do que conhecer algumas dicas para o consumo adequado das marmitas.

De acordo com Patrícia Ceolin Grassi, mestre em Metabolismo e professora dos cursos de Nutrição e Medicina da Unic, atualmente, as marmitas são levadas ao trabalho, para a academia, e até a passeios, motivando a população a fazer refeições mais saudáveis. "Algumas pessoas têm muita dificuldade para fazer boas escolhas alimentares fora de casa e, para isso, é indicado que o individuo monte marmitas em casa, com a ajuda de um profissional, através do planejamento de um cardápio variado e estipulado para cada individuo, dentro das necessidades nutricionais diárias de cada um. Dessa forma, a pessoa consegue fugir das más escolhas ao comer fora", explica Patrícia.

Ainda de acordo com a docente, existe uma sinalização de fome e saciedade que o corpo envia e, muitas vezes, ao comer em restaurantes, algumas pessoas não respeitam esses sinais do corpo devido a grande e variada oferta de alimentos, "Por exemplo, quando a pessoa vai à restaurantes à quilo, corre o risco de fazer escolhas não tão saudáveis, servindo mais do que o necessário. Por isso a marmita possibilita o fracionamento da refeição, com café da manhã, almoço e lanches", complementa.

O ideal é que a marmita seja preparada na véspera para ser levada ao ambiente de trabalho, ou local onde será consumida, em lancheira térmica ou isopor que mantenha a temperatura abaixo de 7ºC. "O aquecimento das refeições prontas deve ser realizado em fogão ou micro-ondas. As frutas, legumes e verduras devem estar refrigerados. Os utensílios indicados para o transporte ideal são embalagens em vidro ou plásticos sem bisfenol – composto utilizado para produzir alguns tipos de plásticos, e que pode contaminar o alimento", explica. Também há empresas investindo na produção de bolsas térmicas para o transporte de marmitas, a partir de modelos mais bonitos para as famosas "quentinhas".

A marmita pode sim ser uma opção segura, saudável e econômica para uma alimentação fora de casa. "Temos opções que são muito benéficas para a saúde, com saladas, frutas ou grãos. Para quem vai cozinhar em casa, é importante que haja um planejamento para preparar a refeição que será consumida a cada dia, especialmente para pessoas que têm restrições alimentares. O acompanhamento e a orientação de um nutricionista também são imprescindíveis", afirma.
 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Você já anotou os números dos seis candidatos em quem irá votar nesta eleição?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 25/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21.650 -0.920

Algodão R$ 117.650 -0.220

Boi a Vista R$ 126.000 0.000

Soja Disponível R$ 69.000 -0.720

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.