Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 28/02/2020

Colunas e artigos - A | + A

20.12.2019 | 13h18

Boa alimentação é fator decisivo para envelhecer bem

Facebook Print google plus

Camila Delgado

Divulgação

Divulgação

Em 2060, um quarto da população terá mais de 65 anos. Isso significa que nosso olhar, em todas as áreas, vai se voltar para esse grupo. A cada minuto que passa ficamos um minuto mais velhos e cuidar da saúde é necessários todos os dias, pensado que nos próximos anos os idoso serão uma grande parcela dos habitantes. Em 2060, um quarto da população terá mais de 65 anos. Isso significa que nosso olhar, em todas as áreas, vai se voltar para esse grupo. A cada minuto que passa ficamos um minuto mais velhos e cuidar da saúde é necessários todos os dias, pensado que nos próximos anos os idoso serão uma grande parcela dos habitantes. 

 

Um fator muito importante quando se quer ter uma velhice mais saudável e com autonomia é manter a alimentação a mais limpa possível. Hoje, 30% dos mato-grossenses estão acima do peso, por conta da má alimentação. Comer errado, além de gerar doenças relacionadas à obesidade, também leva à deficiência de vitamina D, essencial para o fortalecimento dos ossos e contribui para regulação do sistema imunológico, além de combater a obesidade.

 

A carência dessa vitamina é muito recorrente entre a população idosa, um exemplo dessa escassez é o número de idosos que sofrem acidentes domésticos. Muitas vezes isso ocorre pela perda de massa óssea, a osteopenia, e massa muscular, caracterizada pelo envelhecimento e aceleradas pela falta de vitamina, a sarcopenia.

 

Outras complicações como mudança de paladar e complicações na dentição dessa população, com uso de prótese dentárias, também são fatores que interferem na boa alimentação. Mais do que nunca, o nutricionista deve acompanhar esse grupo de pacientes com mais atenção.

 

Então vamos levar em conta 10 pontos importantes para o envelhecimento saudável

 

A cada minuto que passa, ficamos um 1 minuto mais velhos, ou seja, o primeiro passo é ter uma boa alimentação desde criança. 

 

1- Atividade física: independe da idade, já sabemos que, para estarmos sempre dispostos, o exercício deve fazer parte de uma rotina. Idosos que costumam fazer musculação têm menos chances de quedas e acidentes domésticos 

2- Consumir alimentos bons para o cérebro 

• Ômega 3 (atum, salmão, sardinha e derivados de alimentos do mar) 

• Fontes vegetais de Ômega 3, 6 e 9, como linhaça, algas, óleo de borragem e prímula. 

3- Alimentos amigos do intestino: fibras como aveia, quinoa, frutas e verduras.

4- Hidratação: água é importante para hidratação e manutenção de rins, músculos e células.

5- Alicerces para nossos músculos: proteínas  sejam elas de fonte vegetal ou animal. É muito importante levar em consideração o tipo de corte para facilitar a digestão e  a mastigação.

6- Energia para células e hormônios : gorduras também são importantes. Os grupos de gorduras de fácil digestão e não transgênica, como óleos vegetais azeite, abacate, linhaça são essenciais para manutenção da proteção térmica, nervos e neurônios, como também formação de substâncias celulares. 

7- Manutenção e vitalidade celulares: vegetais verdes escuros, como espinafre, brócolis, couve, rúcula agrião, que são também fontes de cálcio e ferro 

8- Fitoterapia: alguns chás, como o verde, ou o chamado camellia sisenis, são importantes para vitalidade no foco e atenção pois possuem uma substância conhecida como l-teanina muito usada pelas células como melhora da concentração.

9- Vitaminas lipossolúvel e minerais para saúde óssea: castanhas  e sementes de forma geral, fontes ricas em magnésio, manganês, cálcio, vitamina E, vitamina D presente em lácteos e por meio do sol. Alimentos que combatem a Depressão:

10 - Grãos como grão de bico, lentilha feijões, banana, peixes, amendoim são produtores de serotonina. Esse hormônio é importante para o bem estar físico, mental e de relaxamento. 

 

É importante alertar que, nessa fase, hormônios também ficam comprometidos. Um acompanhamento médico é essencial para manutenção hormonal, até porque é muito comum entre os idosos doenças psicológicas como a depressão. Outro fato é a perda de memória, por isso é importante manter essa população envolvida com atividades que desenvolva a criatividade. 

 

A nutrição avançada também preconiza a importância da saúde intestinal em todas as fases da vida. Isso porque temos grupos de bactérias que protegem nosso corpo de doenças, e é lá que as bactérias se proliferam, tantos as boas e quanto as ruins. A saúde intestinal é tão importante quanto a saúde cerebral. As duas andam juntas. 

 

Por tanto, ser um idoso saudável é um trabalho diário. Do nascimento à fase adulta. Ser um idoso com mais vitalidade depende do que se faz agora!

 

Camila Delgado é nutricionista com especialidade em nutrição esportiva e compartilha muitos conteúdos sobre alimentação, exercícios e estilo de vida nas redes sociais @camiladelgadonutri.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Número de delações premiadas significa que MT está sendo passado a limpo?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 28/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,60 -0,24%

Algodão R$ 92,23 -0,52%

Boi a Vista R$ 131,00 0,00%

Soja Disponível R$ 65,00 -0,46%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.