Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 09/04/2020

Colunas e artigos - A | + A

24.02.2020 | 08h21

Como fazer um intercâmbio ainda em 2020?

Facebook Print google plus

Helicon Alvares

Divulgação

Divulgação

O intercâmbio é um sonho para muitas pessoas, independentemente de idade ou classe social. Felizmente, hoje, torná-lo realidade não é mais um privilégio de poucos e nem precisa de um planejamento a longo prazo. Com uma pequena dose de empenho, é possível arrumar as malas ainda em 2020!

 

O primeiro passo é escolher o destino. O estudante precisa levar em consideração quais atividades mais lhe agradam, assim como o clima. Quem ama o calor não vai apreciar uma temporada no Canadá. Assim como os amantes do frio não terão boas lembranças de dias na Austrália. Da mesma forma, é preciso levar em consideração também os hobbies. Há destinos que agradam mais aos esportistas, outros aos que gostam de curtir a noite. Tem destino para todo gosto! Mas, entre os mais em

conta estão o Canadá, Malta e África do Sul. Cada um deles com paisagens paradisíacas.

 

Depois, é preciso definir quanto tempo o estudante pretende ficar no país. Para os que têm pouco tempo, o ideal são os programas de quatro semanas, que podem ser desfrutados durante as férias escolares ou de trabalho. Para quem tem pouco conhecimento no idioma, o ideal são os cursos de aprimoramento da língua. Para quem já tem certo domínio, uma boa opção são os cursos preparatórios para exames, como Cambridge, Toefl e IELTS. Há ainda os cursos de negócios, de formação de professor, de música, teatro e dança. Quem tem mais tempo pode buscar um curso técnico, superior ou até mesmo os programas de estudo e trabalho.

 

Quando tudo estiver decidido, é hora de fechar o contrato com a agência de intercâmbio e fazer o planejamento financeiro. Recomenda-se uma entrada de 30% do valor – para se ter uma ideia da quantia, um intercâmbio de férias pode ser mais barato que muitos smartphones disponíveis no mercado. Além disso, o pagamento é facilitado e pode ser parcelado em até 12 vezes no boleto ou cartão de crédito. Se a opção for boleto, o curso precisa ser quitado antes do embarque. No cartão, é possível continuar o pagamento das parcelas já durante a viagem. Quem preferir pode começar o pagamento das prestações no boleto e deixar as parcelas finais para o cartão de crédito. Outra medida importante é iniciar a compra fracionada da moeda local, a fim de não ter surpresas com o câmbio. O ideal é mesclar entre dinheiro em espécie e em cartão pré-pago, que oferece mais segurança.

 

A próxima etapa é a da documentação. O aluno precisa apresentar os documentos necessários para realização da matrícula, sendo o passaporte o mais importante deles. No caso de países que precisam de visto, a escola oferece uma carta que comprova a inscrição no curso, a fim de facilitar o processo de emissão dessa autorização para permanência no país. Nessa fase, também é importante adquirir o seguro-viagem que, embora não seja obrigatório, é fundamental para garantir a assistência médica durante a estadia no país estrangeiro. A compra da passagem pode ser feita pelo próprio aluno ou pela agência de intercâmbios, que vai buscar as melhores opções.

 

Estando tudo em ordem, faltando algumas semanas para a decolagem, é hora da reunião pré-embarque. Nela, o estudante recebe toda a documentação da viagem, assim como as últimas instruções. E, durante todo o seu período de curso, haverá suporte da agência ou da própria escola, que sempre dispõe de consultores que falam português para orientar o aluno em qualquer eventualidade.

 

Se você adiou o sonho do intercâmbio por falta de tempo, dinheiro ou suporte sobre o que precisa ser feito, agora, essas desculpas são coisa do passado. Essa é uma experiência muito enriquecedora na vida de qualquer pessoa. Além de melhorar o currículo, passar uma temporada no exterior traz uma série de conhecimentos culturais, sociais e comportamentais que são até difíceis de mensurar. Embarque nessa aventura o mais rápido possível!

 

 

Helicon Alvares é CEO da SEDA Intercâmbios, única agência de intercâmbio do Brasil com uma escola própria em Dublin, na Irlanda.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A cloroquina está liberada para o tratamento dos pacientes do coronavírus no Brasil, mas a polêmica continua

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 08/04/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,05 1,52%

Algodão R$ 91,57 -0,23%

Boi a Vista R$ 133,00 0,00%

Soja Disponível R$ 67,90 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.