Publicidade

Cuiabá, Sábado 24/10/2020

Colunas e artigos - A | + A

24.09.2020 | 11h09

Empregabilidade pós- pandemia

Facebook Print google plus

Frankes Marcio Siqueira

Divulgação

Divulgação

O mundo estava indo muito bem, obrigado! Embora o ritmo de crescimento não fosse o desejado, as empresas prosperavam. Pequenos empreendedores ajudavam a diminuir as filas do desemprego e a informalidade também era uma forma de fortalecer a economia doméstica e do país. Todavia, quando parecia que tudo estava muito bem, SURPRESA! O mundo foi apresentado ao Covid 19. Tudo mudou e a sociedade passou a conviver com o “novo normal' e a palavra PANDEMIA passou a viver o seu apogeu. Com ela, veio a crise. Com a crise, o fechamento de empresas e com o fechamento, o desemprego deu as caras.            

 

Um dos efeitos mais latentes dessa crise econômica provocada pela pandemia foi exatamente na oferta de empregos. As empresas tiveram suas vendas e suas receitas diminuídas  bruscamente e a consequência foi um tsuname de demissões. Não só o Brasil,  masquase todos os países do mundo passam por essa escassez de empregos, e os que mantiveram suas colocações, viram-se expostos a uma nova realidade que inclui adaptação ao “home office” e à redução salarial.            

 

Os índices de desemprego estão em patamares elevados e no caso brasileiro, esses índices  arrastam uma população cada vez maior para a pobreza e também para debaixo dessa linha.            

 

Diante de tanta incerteza, muitos profissionais das mais variadas áreas buscam meios de como ainda se tornar, diante desse cenário pouco promissor, útil para o mercado se trabalho e, o que é melhor, como conseguir alçar voos maiores na carreira profissional. Vou expor algumas dicas para o novo mercado de trabalho que acredito que sejam de grande valia:

 

- O profissional, independente da área de atuação, precisará ser uma pessoa que consiga flexibilizar as ideias e ser receptivo aos impactos das novas tecnologias, porque a pandemia obrigou a humanidade a adaptações nos ambientes de trabalho. Não há mais espaço para aquele tipo de profissional soberbo que, em seu pensamento tacanho, acredita que não precisa mais aprender.Não há mais lugar para o profissional repolho: nasce aberto e depois se fecha. O mercado está à procura do profissional rosa: que nasce fechado e depois, devido às necessidades do mercado, se abre para as nossas possibilidades.

 

- As empresas estão sendo forçadas a trabalhar com o online e com isso, profissionais ligados a cibersegurança e ao armazenamento em nuvem, serão muito úteis nas empresas.

 

- As corporações estão à procura de profissionais que ajudem os gestores na administração, na redução de custos e no controle de caixa empresarial, pessoas que ajudem a administrar os recursos escassos das empresas e ainda ajudem-nas a aumentar o faturamento. Profissionais com essas características serão extremamente úteis no mercado de trabalho. Essa é a nova tônica.

 

- E por último e não menos importante, o profissional de sucesso pós pandemia é aquele com a capacidade de ter um relacionamento crítico e terno para analisar e filtrar as novas informações. Os analistas comportamentais chama isso de INTELIGÊNCIA EMOCIONAL.      

 

A pandemia provocou uma disrupção nas carreiras profissionais. Cabe a cada um de nós criar novas soluções, desenvolver novas habilidades para o próximo cenário desafiador que surgirá. Há um pensamento que diz que a “necessidade é a mãe de todas as invenções”. Reinvente-se!

 

Frankes Marcio Batista Siqueira é doutor em Cultura Contemporânea e professor. 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Como você avalia a ausência de um candidato convidado para debater com adversários?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 23/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 61,00 2,52%

Algodão R$ 125,19 1,55%

Boi à vista R$ 242,24 0,00%

Soja Disponível R$ 161,50 0,31%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.