Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 28/09/2020

Colunas e artigos - A | + A

21.07.2020 | 11h16

Faltava um técnico

Facebook Print google plus

Oliveira Júnior

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

O time de craques do rádio esportivo está completo no céu, mas extremamente desfalcado nos estádios. Odílio Martins nos deixou no último sábado e foi sepultado na manhã de domingo, vítima da covid-19, logo ele que suou a camisa durante mais de 40 anos, preparando as transmissões esportivas da Equipe de Ouro das emissoras do Grupo Gazeta (Vila Real, Globo Vila, CBN).

 

Por trás de vozes que marcaram época na radiofonia mato-grossense e nacional, sempre havia o dedo dele; afinal, para quem não sabe, para uma transmissão ir ao ar pelas ondas da amplitude modulada, Odílio precisa estar lá, conectando as linhas, instalando transmissores, microfones, retornos e puxando os pesados cabos de retorno, até o sem fio chegar. Nunca foi fácil e ele repetia com maestria essa rotina, a tantos quantos lhe pedissem. Sim, Odílio instalou e testou para grandes narradores do futebol brasileiro de vários outros estados e por essa convivência criou um grande ciclo de amizades. No grupo de wathss, formado por profissionais do rádio esportivo de todo o país, trocava figurinha com Cledi Oliveira, Jota Jr, Oswaldo Maciel, entre tantos outros.

 

Admirado por todos eles, inclusive os locais, nunca teve inimigos e nem motivos para tal; ao contrário: aqueles que por um motivo ou outro se excederam com ele no exercício da profissão, se arrependiam de imediato, tamanha sua humildade, companheirismo e competência.

 

Na tevê, Odílio, também chamado carinhosamente de Billy, emprestou seu talento para comandar o áudio de vários programas ao vivo, como o noticioso diário Balanço Geral MT e o Cidade Alerta MT.

 

Nos bastidores, Billy também foi gigante, nas montagens, edições e criação de vinhetas e até o famoso Beco da Lama, exibido diariamente pelo Compadre Mortadela, na Vila Real FM em seu Crepúsculo Sertanejo.

 

Flamenguista de coração, brincalhão, divertido, Odílio nunca teve motivo para abaixar a cabeça ou chorar. Quando a coisa estava feia, há alguns anos, a grana curta, ganhou um prêmio na loteria; o suficiente para comprar um carro novo e dar uma ajeitada na humilde casa que morava até sábado, no Cidade Verde.

 

Agora, nos campos iguais nuvem de algodão, Odílio poderá seguir sua jornada nos braços do pai, ao lado de tantos outros companheiros que se foram prematuramente. Segue o jogo, lá e cá, mas a saudade é imensa.

 

Oliveira Júnior é jornalista em Mato Grosso.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Na sua opinião, por que tantos candidatos milionários querem entrar na política?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 28/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,80 0,73%

Algodão R$ 119,49 0,13%

Boi a Vista R$ 136,00 0,00%

Soja Disponível R$ 67,30 -1,03%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.