Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 03/08/2020

Fogo Cruzado - A | + A

07.04.2020 | 09h29

Botelho se irrita e admite possibilidade de redução salarial na AL

Facebook Print google plus

Fablicio Rodrigues/AL-MT

Fablicio Rodrigues/AL-MT

O presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (DEM), deixou em aberto a possibilidade de redução salarial na Assembleia Legislativa. O democrata ficou irritado com o pedido dos servidores de redução dos consignados na folha de pagamento. 

 

Destacou que já deu resposta que não haverá essa possibilidade no momento porque a Assembleia Legislativa está pagando em dia seus servidores e que não houve cortes ou redução salarial. Porém, destacou que se isso acontecer, haverá também impacto nos consignados da Casa e do governo do Estado. 

 

"Já respondi pra eles que se houver atraso nos salários ou cortes nós vamos continuar, porque seria uma incoerência. O setor privado está passando por dificuldade, estão sem salários e nós que estamos pagando em dia e com salário integral e ainda parar de pagar os consignados neste momento?", questionou.

 

Continuou dizendo que já deu a resposta aos servidores da Assembleia. "O dia que se acontecer de discutir redução de salário, nós discutiremos esse assunto", destacou.  

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

ILDO PEREIRA - 08/04/2020

Isso Deputado tenha essa coragem e reduz esses robustos salarios do Parlamento, su como cidadao e contribuinte de pagamento de imposto acho que deveria ter teto Salarial e qualquer bonificaçao fora isso somente por produçao.

Tereza Cristina - 07/04/2020

Nobre Deputado, essa situação de suspender o pagamento dos consignados para as Instituições Financeiras por tempo determinado enquanto tiver a Pandemia é Excelente, pois vai colocar dinheiro novo na economia, vai favorecer o micro, pequeno e médio empresario, que estão em situações delicadas, para as Instituições financeiras seria como uma renegociação da divida só vai alterar o vencimento da quitação, essas instituições ja ganham muito com as taxas para este tipo de empréstimos um vez que não tem risco nenhum.

Tereza Cristina - 07/04/2020

Nobre Deputado, essa situação de suspender o pagamento dos consignados para as Instituições Financeiras por tempo determinado enquanto tiver a Pandemia é Excelente, pois vai colocar dinheiro novo na economia, vai favorecer o micro, pequeno e médio empresario, que estão em situações delicadas, para as Instituições financeiras seria como uma renegociação da divida só vai alterar o vencimento da quitação, essas instituições ja ganham muito com as taxas para este tipo de empréstimos um vez que não tem risco nenhum.

Tereza Cristina - 07/04/2020

Nobre Deputados, o não repasse dos valores consignados as Instituições Financeiras por um período de 03 meses ou mais( onde estas podem aguentar) conforme durar a Pandemia. Esse Dinheiro só vai ser injetado no mercado interno, formem tando mais a economia Estadual e as Municipais, só vai estender o tempo para quitar os consignados, assim como se fossem renegociar sua divida num prozo maior.

4 comentários

1 de 1

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 03/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,55 0,00%

Algodão R$ 90,63 0,34%

Boi a Vista R$ 135,33 0,37%

Soja Disponível R$ 60,36 -1,68%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.