Publicidade

Cuiabá, Domingo 12/07/2020

Fogo Cruzado - A | + A

30.05.2020 | 09h08

Presidente do Conselho da Mulher acompanhou denúncia durante toda madrugada

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

Presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, Glaucia Amaral, acompanhou integralmente toda a ocorrência do caso envolvendo a advogada Luciana Póvoas, que denunciou o marido, presidente da OAB-MT, Leonardo Campos, por agressão.

 

Glaucia, enquanto representante do Conselho, foi a primeira a chegar na delegacia e prestou solidariedade e apoio à advogada. Ela ficou o tempo todo acompanhando os desdobramentos no órgão policial e segue à disposição da denunciante.

 

Devido à correria da ocorrência, durante toda a madrugada, aliada às atividades profissionais de Glaucia, que é procuradora do Estado e presidente da entidade máxima de representatividade dos procuradores, além de ativista de causa ambiental, o Conselho só emitiu nota nesta sexta-feira (29), especificamente sobre o caso.  

 

Glaucia se coloca à disposição para atendimento e acompanhamento dos casos envolvendo a violência doméstica. 

 

Veja íntegra da nota

 

O Conselho Estadual dos Direitos da Mulher do Estado de Mato Grosso, entidade que existe há mais de 30 anos, na busca pela igualdade fática entre os gêneros em nosso Estado, vem por meio da presente nota, repetir que repudia qualquer forma de violência contra a mulher, e se mantem vigilante, acompanhando os fatos envolvendo a representação formulada contra o senhor Leonardo Campos, presidenre da OAB/MT.

 

Essa entidade foi a que primeiro acorreu à delegacia de polícia, manifestando sua solidariedade e apoio à denunciante, a aAdvogada Luciana Póvoas, mantém-se acompanhando o referido caso, a fim de que o procedimento seja conduzido com imparcialidae, tendo por finalidade única o cumprimento das normas de proteção, fruto de lutas históricas dos movimentos de defesa da mulher.

 

Nossa prioridade será sempre que os direitos e a defesa das mulheres sejam preservados e que cada mulher possa se sentir acolhida ao reivindicar seus direitos humanos mais fundamentais, como a vida e a integridade física e psicológica.
A violência contra as mulheres é uma constante cultural e continua a crescer em todas as sociedades.
É hora da sociedade formal, legal, instituída e instituinte abrir os olhos e não se calar diante da violência contra a mulher.

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Domingo, 12/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,50 -0,26%

Algodão R$ 94,98 -1,48%

Boi a Vista R$ 129,00 0,48%

Soja Disponível R$ 62,90 -2,48%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.