Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 29/01/2020

Fogo Cruzado - A | + A

11.12.2019 | 20h20

Reitora da UFMT tenta pôr fim à escolha democrática do sucessor

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

A reitora Myrian Serra vem recebendo críticas não só pela sua gestão à frente da reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) como também pelo fato de estar atrasando os encaminhamentos para manter a escolha do sucessor. Myrian pode disputar a reeleição.

 

Uma nota pública, divulgada nesta quarta-feira (11), leva ao conhecimento da comunidade acadêmica a possibilidade da escolha não passar pelo voto paritário de professores, técnicos e estudantes.

 

Segundo informações, a intenção da reitora é levar o processo de escolha para o Conselho Univesitário (Consuni). Com isso,  acabaria com a tradição histórica da UFMT, desde a década de 80, que realiza a eleição com o peso equivalente.  

 

No Conselho, o peso do voto do professor é de 70%, 20% para técnicos e 10% para estudantes. No processo de eleição democrática, após a votação, os nomes são encaminhados para o Consuni, que envia o resultado para o Ministério da Educação. A escolha do novo reitor deve ocorrer até abril de 2020.

 

Leia a nota da professora e também candidata a reitora

 

EM RESPEITO À DEMOCRACIA NA UFMT
A Universidade Federal de Mato Grosso tem orgulho de sua tradição democrática na escolha de suas reitoras e seus reitores. Um costume, uma prática que começou nos anos 1980 quando a UFMT realizou, de forma pioneira, uma consulta para eleger seu dirigente máximo.

 

Essa tradição democrática e participativa está ameaçada pela morosidade da atual gestão em iniciar as tratativas e procedimentos visando assegurar que à comunidade acadêmica da UFMT tenha garantido o direito histórico de se manifestar e de legitimar nosso(a) próximo(a) reitor(a).

 

Essa NOTA PÚBLICA é o nosso primeiro passo na luta para assegurar o RESPEITO À DEMOCRACIA NA UFMT. Em seguida, demandaremos junto às entidades representativas dos nossos segmentos acadêmicos, DCE, SINTUF e ADUFMAT, a
união de nossas forças e esforços em prol da realização da consulta em respeito ao legado democrático de nossa instituição e principalmente em respeito a todos os alunos, técnicos e professores. Ao lutar pela realização da consulta para escolha da próxima gestão reafirmo meu compromisso com a democracia, com a participação de toda a comunidade acadêmica
da UFMT e com a nossa história. Consulta já!

 

Professora Tereza Higa

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Pais que não vacinam os filhos deveriam ser penalizados?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 29/01/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,60 -1,26%

Algodão R$ 92,43 1,32%

Boi a Vista R$ 135,50 0,00%

Soja Disponível R$ 69,20 1,91%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.