Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 26/11/2020

Brasil - A | + A

no ponto mais alto 13.10.2020 | 08h37

Alpinista morre ao ficar preso em cânion de Santa Catarina; resgate durou 6 horas

Facebook Print google plus

Reprodução/Instagram

Reprodução/Instagram

Um alpinista morreu e outro ficou preso no paredão do Cânion Espraiado, em Urubici, na Serra Catarinense. A ocorrência foi registrada por volta das 10h da manhã de domingo (11), e a operação de resgate durou cerca de seis horas.

 

Lucas de Zorzi, de 39 anos, foi atingido na cabeça por uma pedra que deslizou durante a escalada e não resistiu.

 

Leia também - Bolsonaro vira atendente da Caixa em agência-barco na Ilha de Marajó

 

O alpinista Diego Braga, de 31, que acompanhava Zorzi, acabou ficando preso a 200 metros de altura do ponto mais alto do paredão de difícil acesso.

 

Segundo informações da 5ª Base de Aviação da Polícia Militar, ao perceber que o amigo estava desacordado após ser atingido, Diego Braga acionou diretamente a Central de Operações Aéreas, que se deslocou para o local. Todo o resgate foi feito de helicóptero, com uso da técnica de rapel, já que o acesso terrestre no local tem alto grau de dificuldade.

 

Ao acessar o local, os tripulantes verificavam que a vítima que parecia desacordada, na verdade, estava sem vida. O corpo foi removido com a técnica conhecida como "McGuire", que consiste em içar a vítima sem o uso de maca. Outro tripulante conseguiu acesso ao segundo alpinista, efetuando sua avaliação primária e constatando apenas alguns arranhões.

 

Após retirar o corpo sem vida, a equipe retornou ao local do incidente e realizou a extração do segundo alpinista, transportando-o até Lages, onde fica a base. Após avaliação médica, o paciente que sobreviveu foi liberado.

 

Os dois alpinistas eram experientes e praticavam diversos esportes de aventura. Zorzi, que foi surpreendido pela pedra que se soltou na subida da escalada, foi campeão Brasileiro de Wingsuit Artístico nos anos de 2015, 2016 e 2017, e é o recordista Sul e Latino Americano da modalidade. Ele também praticava snowboard, alpinismo, rock climber, além de outros esportes radicais. Zorzi era proprietário da empresa Mill Indústrias de Serras.

 

O velório e o enterro ocorrem em Lages, também na Serra Catarinense, nesta segunda-feira (12). Zorzi deixou esposa e filho.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Você concorda com o retorno das aulas presenciais em fevereiro ou acha melhor esperar a vacina?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 26/11/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 62,00 -1,59%

Algodão R$ 123,62 1,02%

Boi à vista R$ 254,10 -1,15%

Soja Disponível R$ 159,00 -2,90%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.