Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 27/05/2020

Brasil - A | + A

ministro da saúde 02.04.2020 | 16h43

'Só comemoro produto recebido', diz Mandetta sobre insumos médicos

Facebook Print google plus

Anderson Riedel/PR

Anderson Riedel/PR

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse nesta quinta-feira (2) que a pandemia de novo coronavírus mudou o mercado de EPIs (equipamentos de proteção individual) e que só considera uma negociação bem-sucedida quando os produtos chegam ao Brasil.

 

"[Existe uma diferença entre] contrato assinado e o produto recebido. Eu só comemoro o produto recebido", disse Mandetta. O chefe da Saúde ressaltou que, se houver necessidade, o ministério da Infraestrutura está preparado para buscar os produtos comprados no exterior.

 

Leia também - Brasil tem 299 mortes por coronavírus e quase 8.000 casos

 

Mandetta disse que contratos foram cancelados, tanto de compra de EPIs como de respiradores. O ministro afirmou que a pasta comprou R$ 1,2 bilhão em respiradores, item hospitalar essencial para o tratamento de pacientes graves da covid-19, e que o fornecedor tem até 30 dias para entrega.

 

O ministro também afirmou que, depois do novo coronavírus, o mundo precisa entender que produção de EPIs não pode depender tanto de um único país. Segundo Mandetta, 60% da produção mundial vem da China.

 

"O mundo inteiro está comprando. Quando a China inicia esse processo do coronavírus, em Wuhan, ainda permitia a exportação de EPI. Pouco tempo depois, só produção interna", afirma. O ministro diz que foram quase 60 dias sem poder comprar EPIs da China. "Não pode concentrar tudo num país só", disse.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 27/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,80 0,51%

Algodão R$ 97,76 -0,39%

Boi a Vista R$ 136,25 -0,42%

Soja Disponível R$ 74,20 -1,07%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.