Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 23/10/2019

Brasil - A | + A

Desespero 13.09.2019 | 08h25

Sobe para 11 o número de mortos em incêndio em hospital no Rio

Facebook Print google plus

Celso Pupo/AE

Celso Pupo/AE

Subiu para 11 o número de mortos no incêndio no Hospital Badim, no Maracanã, zona norte do Rio de Janeiro. As informações foram confirmadas pelo repórter Leonardo Ach, do Balanço Geral Manhã.

 

Leia também - Abate de bovinos e suínos cresce no segundo trimestre no país

 

As chamas atingiram a unidade no início da noite da quinta-feira (12). A identidade das vítimas ainda não foi revelada. Ainda há oito pessoas internadas com queimaduras graves nas vias respiratórias.

 

Segundo a Defesa Civil do Estado, há a possibilidade de que mais corpos sejam retirados do local. O Badim é um estabelecimento privado, que pertence à Rede D’Or.

 
 

O incêndio teria sido provocado por um curto-circuito em um gerador, segundo o vice-governador do Rio, Claudio Castro (PSC). Quando as chamas se espalharam pelo prédio do hospital, dezenas de pacientes começaram a ser retirados às pressas. Muitos deles ficaram aguardando remoção na calçada, para desespero de familiares. Castro afirmou que 69 pessoas que estavam internadas foram conduzidas para outros hospitais.

 

No fim da noite de quinta, a morte de uma pessoa foi confirmada. Com o incêndio controlado, os bombeiros passaram então a fazer uma varredura do prédio do Badim. Os outros corpos fora encontradas nesta madrugada, no interior do edifício.

O Hospital Badim foi construído nos anos 2000 e conta com cerca de 200 leitos. No momento do incêndio, estava praticamente lotado.

 

Os Bombeiros informam, em nota, que "dez (10) ambulâncias do Corpo de Bombeiros ficaram à disposição para a remoção das pessoas. Cerca de 90 pacientes precisaram ser transferidos para outras unidades. O transporte contou também com ambulâncias de diversas instituições. Entre os hospitais que receberam pacientes estão: Hospital Israelita Albert Sabin, Hospital Municipal Souza Aguiar, Hospital Copa Dor, Hospital Quinta Dor, Hospital Norte Dor, Hospital Caxias Dor e Hospital São Vicente de Paula. Pelo menos nove pessoas foram a óbito. Os militares permanecem na unidade em rescaldo e para nova varredura". 

 

Trânsito

O Centro de Operações da Prefeitura informou que a Rua São Francisco Xavier, no Maracanã, está parcialmente liberada entre a avenida. Professor Manuel de Abreu e a Rua Isidro de Figueiredo após ação do Corpo de Bombeiros em um incêndio em imóvel, na altura do número  402 . O desvio do tráfego durante a interdição foi realizado pela Av. Prof. Manuel de Abreu, na pista sentido Radial Oeste. Equipes dos Bombeiros, Polícia Militar, Guarda Municipal e da CET-Rio seguem atuando nesta ocorrência. Neste momento, os motoristas encontram trânsito sem retenções no bairro.

 

Segundo a direção do Hospital Badim, logo após o início da remoção dos pacientes pelo Corpo de Bombeiros, o comitê de apoio foi acionado para começar uma busca ativa pelos pacientes que foram transferidos para unidades de saúde do Rio de Janeiro. O hospital também disponibilizou o número de Whatsapp  (21) 97101-3961 e o e-mail suportefamiliares@badim.com.br para que os familiares dos pacientes envolvidos no episódio entrem em contato para receber informações sobre sua localização.

 

O hospital Badim também informou que foram enviados funcionários para outras unidades do Rio de Janeiro para monitorar a chegada de pacientes transferidos.

 

Por fim, a "direção do Hospital Badim externa sua imensa tristeza diante do ocorrido".

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Quais são os principais problemas do bairro onde você mora?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 23/10/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 25,05 -0,20%

Algodão R$ 92,77 -0,26%

Boi a Vista R$ 135,33 -0,25%

Soja Disponível R$ 69,80 -0,71%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.