Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 27/02/2020

Cidades - A | + A

3º município 21.01.2020 | 14h24

Alto Taquari decreta estado de emergência após chuva destelhar casas

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Alagamento - Entrada do Parque Cuiabá

Mais um município entra em estado de alerta em razão das fortes chuvas. O prefeito de Alto Taquari (479 km ao Sul de Cuiabá), Fábio Mauri Garbugio (PTB), decretou estado de emergência na sexta-feira (17), após um temporal destelhar casas e derrubar árvores.

 

O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), que é ligado ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), emitiu alerta no dia 17 de tempestades de raios, chuvas intensas e vendaval para Alto Taquari e mais 51 municípios mato-grossenses.

 

Leia também - Nova Bandeirantes decreta estado de emergência por alagamentos

 

O decreto foi publicado no Diário Oficial de segunda-feira (20). Conforme o texto, várias famílias tiveram casas danificadas com as chuvas ao longo da semana. Inclusive, pessoas de baixa renda foram as mais afetadas.

 

Na publicação, o prefeito ainda dispõe que os órgãos públicos se mobilizem para ajudar a população. Os moradores de baixa renda e proprietários de casas destruídas pela chuva, poderão procurar a Secretária Municipal de Assistência Social para solicitar reparos ou auxílio moradia.

 

“Os munícipes de baixa renda proprietários de casas acometidas com o destelhamento por conta das fortes chuvas do dia 16 de janeiro do ano corrente devem procurar a Secretaria Municipal de Assistência Social para solicitar o devido amparo, a qual se responsabilizará, pela administração de referidos reparos, apresentando relatórios e orçamentos necessários para os devidos consertos, apresentando à Secretaria de Administração e ao departamento de contabilidade”, diz trecho.

 

Outros municípios

Esse é o terceiro município que decreta estado de emergência em decorrência de fortes chuvas. Juruena (880 km a Noroeste de Cuiabá) divulgou o alerta no dia 9 de janeiro. Alagamentos, estradas interditadas e pontes que rodaram são alguns dos registros que as tempestades provocaram desde dezembro em Juruena.

 

Uma semana depois, no dia 16 de janeiro, Nova Bandeirantes (1026 km ao Norte) também decretou emergência. A população de algumas áreas rurais está ilhada, como noticiou o a situação essa semana o . A água invadiu pontes e estrada, impossibilitando o trânsito no local.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Número de delações premiadas significa que MT está sendo passado a limpo?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 27/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 25,15 0,60%

Algodão R$ 91,32 -0,52%

Boi a Vista R$ 136,98 0,07%

Soja Disponível R$ 65,60 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.