Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 24/09/2020

Cidades - A | + A

serviço público 27.11.2019 | 16h26

Aprovados em concurso cobram nomeação e governo se diz impedido devido à LRF

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

Reprodução

Reprodução

Ao menos 50 pessoas participaram de manifestação para cobrar do governo a convocação dos aprovados em concurso público realizado em 2016 para o cargo de agente penitenciário. Ato aconteceu nesta quarta-feira (27) no Centro Político Administrativo. 

 

Leia também - Pai sabia que filho sofria agressões e pode ser investigado

 

De acordo com Lucas Francisco, um dos manifestantes, são 900 pessoas que não foram chamadas e compõe a lista do cadastro reserva. Eles utilizaram palavras de ordem e cartazes com os dizeres "Nomeação já. Estamos prontos para somar e fortalecer o sistema penitenciário". 

 

"O concurso teve 5 fases, incluindo prova escrita, exames, teste de aptidão física, psicotécnico e até investigação social que demorou 7 meses fazendo uma varredura. [...] Fomos para cima de Mauro Mendes e ele enfiou na nossa cara o decreto de calamidade", explicou o manifestante. 

 

Na opinião dos manifestantes, o sistema penitenciário necessita de preencher novos cargos, entre advogados, assistentes sociais, enfermeiros e psicólogos para sanar os problemas das unidades prisionais, como fuga de detentos. "Eles falam que é cadastro reserva, mas o Governo está precisando", finalizou Lucas.

 

Outro lado

A reportagem entrou em contato com a Secertaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) que afirmou que o limite imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) impede a pasta de convocar novos servidores. 

 

Ainda, ressaltou que o último concurso público realizado para agente penitenciário visava o preenchimento de cadastro reserva e não vagas para chamamento imediato. 

 

Veja vídeo

 

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 24/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,70 0,98%

Algodão R$ 92,41 0,72%

Boi a Vista R$ 133,00 0,00%

Soja Disponível R$ 70,60 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.