Publicidade

Cuiabá, Sábado 11/07/2020

Cidades - A | + A

chama-se lourdes 02.03.2020 | 17h48

Após 40 anos, filha procura a mãe biológica em Cuiabá

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Há 7 anos morando em Palhoça (SC), Elcimara Bertúlio de Souza Martins busca pela mãe biológica, identificada apenas por  Lourdes, em Cuiabá. Adotada por outra família quando era um bebê de apenas 3 meses, a analista de vendas, atualmente com 41 anos, nunca conheceu a sua progenitora.

 

De acordo com Elcimara – que antes de ser adotada se chamava Patrícia -, há poucas informações sobre sua mãe biológica. Ela se chama Lourdes e "trabalhou em 1978 como empregada doméstica da senhora Nilza Ricardino, que na época morava na rua Corumbá, próximo a Igreja São Benedito". 

 

A analista conseguiu as novas informações após sua mãe adotiva visitar Nilza, na última sexta-feira (28). 

 

Lourdes teve “Patrícia”, mas não tinha condições de criá-la. “Fui adotada com 3 meses e minha mãe se mudou. A informação que temos é que ela trabalhou com a Nilza, me deixou com ela e foi embora. A Nilza tinha um filho com a mesma idade e não tinha como ficar com duas crianças”, relata.

 

Leia também - Grupo terapêutico para gestantes debate expectativa e realidade da gravidez

 

Lourdes teria voltado casada e com melhores condições financeiras para buscar a filha. No entanto, ela já havia sido adotada por outra família. Elcimara estima que a mãe biológica retornou quando ela já tinha 4 anos.

 

Nilza Ricardino, por sua vez, relembra que Lourdes pediu para ela criar a menina por um tempo, até estar com melhores condições. A mulher também sugeriu que ela pudesse ser entregue para outra família. “Ela disse que se eu quisesse ficar com a criança, ela deixava comigo. Eu falei tudo bem, tenho 3 meninos, ia gostar de ficar com uma menina. Mas trabalhava dois períodos, não tinha como ficar com a bebê e as crianças pequenas”.

 

A menina então foi entregue para a família de um professor do ex-marido de Nilza. Por ter se apegado à criança nos 3 meses que passaram juntas, ela decidiu não ter mais contato com os pais adotivos. Quando Lourdes retornou, Nilza relembra que ela chorou muito.

 

“Ela voltou disse que tinha se casado, que o marido aceitava o neném e pediu para passar o endereço pra busca-la, mas eu perdi e não tinha mais contato. Soube que pela última vez, eles haviam mudado de cidade. Ela chorou muito”, lamenta.

 

Nilza informa ainda que, na época, Lourdes devia ter entre 20 e 22 anos – ou seja, atualmente deve estar na faixa dos 60 anos. Ela era morena, cabelos castanhos claros e alisados, além de ser bem magrinha. 

 

Morando em Santa Catarina, Elcimara disse que vai registrar um boletim de ocorrência na Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), no Núcleo de Desaparecidos.

 

Se alguém tiver informações sobre Lourdes, uma mulher por volta dos 60 anos e que trabalhou na casa de Nilza Ricardino em 1978, na rua Corumbá, próximo a Igreja São Benedito, pode entrar em contato com Elcimara pelo número (48) 99654-1743.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Governo federal está liberando R$ 1.045 do FGTS por trabalhador para movimentar a economia. O que você fará com o benefício?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 10/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,45 0,74%

Algodão R$ 90,23 0,33%

Boi a Vista R$ 131,31 0,46%

Soja Disponível R$ 67,90 -0,22%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.