Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 13/08/2020

Cidades - A | + A

Em Cuiabá 05.07.2020 | 18h13

Aumento de leitos e fim da quarentena vão marcar a semana

Facebook Print google plus

Christiano Antonucci/Secom

Christiano Antonucci/Secom

A segunda semana de julho em Cuiabá será marcada pelo aumento no número de leitos de UTI. O governo do Estado e a prefeitura de Cuiabá trabalham para que haja mais leitos para atendimento dos casos de covid-19. Os hospitais estão lotados e cerca de 100 pessoas aguardam pela abertura de uma vaga na cidade. 

 

Além disso, está marcada pela esta quinta-feira (9) o fim da quarentena obrigatória decretada pela Justiça Estadual. No entanto, seguindo o boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e as informações diarias da prefeitura, o número de casos ainda estão subindo na Capital, assim como as mortes por covid-19. Até a rede particular da cidade está sofrendo com a falta de leitos para atendimento. 

 

Serão 40 novos leitos no Hospital de Referência para Covid-19, antigo Pronto-socorro de Cuiabá e 20 leitos no Hospital Estadual Santa Casa. 30 leitos serão implantados no Hospital Metropolitano, que fica em Várzea Grande. 

 

Leia também - Em três meses, população fez quase 8 mil denúncias de aglomerações e comércio irregular

 

O boletim da saúde também informa que Cuiabá e Várzea Grande estão com risco 'muito alto' para o novo coronavírus e devem adotar medidas de restrições por mais 14 dias. 

 

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) até tentou restringir ainda mais a circulação de pessoas na cidade, mas revogou a parte do seu decreto que implantava um rodízio de carros na cidade e que permitia a circulação de pessoas de acordo com o número do CPF. 

 

O Ministério Público que pediu na Justiça as medidas de restrições ainda não se manifestou sobre a possibilidade de um pedido de renovação da quarentena. 

 

Até este sábado (4), Mato Grosso registrava 786 mortes por covid-19; o boletim apontou que 231 pessoas eram de Cuiabá e 150 pessoas de Várzea Grande, as duas cidades estão em quarentena. 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Oliveira - 06/07/2020

É muito triste ver certos tipos de notícias onde há verdades e mentiras...porque tem tantas gente que vive aqui e quer tão mal a minha Cuiabá.

DESCONHECIDO - 06/07/2020

Infelizmente o povo é muito irresponsável e não tem consciência. Não adianta fazer quarentena, lockdown e nenhum tipo de restrição, porque quem tem respeito e amor a vida, toma os cuidados necessários de qualquer forma, mas quem não tem, pode fazer o que for que eles não estão nem aí, por isso esse número grande de casos. É só ir nos bairros e constatar o grande número de pessoas aglomeradas e sem máscaras, como se nada estivesse acontecendo. Tem que deixar a vida seguir normal, quem precisa trabalhar deixar trabalhar, porque senão irão morrer é de fome e não do vírus, e quem tem consciência com certeza tomará todos os cuidados necessários.

2 comentários

1 de 1

Enquete

Toda a polêmica envolvendo a morte da adolescente é por dúvida se o tiro foi acidental?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 13/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,00 0,69%

Algodão R$ 97,98 -1,02%

Boi a Vista R$ 130,00 -0,76%

Soja Disponível R$ 69,90 -0,85%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.