Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 13/08/2020

Cidades - A | + A

CRESCEU 40% 14.06.2020 | 17h27

Carro de mensagens é alternativa para aniversários na pandemia

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

“Você está fazendo aniversário, e todos querem muito te abraçar, que seja mais um dia lindo, que um anjo venha te iluminar”. Quando essa música de Leandro e Leonardo começa a tocar na esquina, todos sabem o que acontece em seguida: os curiosos correm pra rua para ver o carro de som chegando, ou o agraciado com a homenagem corre para se esconder.


O serviço de carros de som já teve o seu auge. Carmem Camargo comanda a Brisa Flores e Mensagens há 19 anos, sendo uma das mais antigas proprietárias de veículos com mensagens ao vivo em Várzea Grande. Há tanto tempo no mercado, ela acompanhou os altos e baixos do negócio.


De acordo com ela, a pandemia do coronavírus foi quase fatal para o seu Renault Sandero vermelho equipado com caixas de som. O medo de sair às ruas e se contaminar com a covid-19 fez com que os pedidos caíssem drasticamente em março, quando foram registrados os primeiros casos da doença.

 

Leia também - Perfil denuncia estudantes da UFMT por fraudarem cotas


“Tivemos uma época muito boa, a gente não tinha espaço na agenda, eram muitas datas que fazíamos bastante e nem tínhamos horário. Mas ultimamente, com essa pandemia, nós ficamos eu acredito que quase um mês sem fazer mensagem ao vivo. As pessoas ficavam com receio”, relata.


No entanto, o Dia das Mães trouxe um respiro para o negócio. Muitos filhos, separados das mães para evitar aglomeração e consequentemente, expô-las ao vírus, contrataram o serviço para homenageá-las. Além disso, ela relata que a data é a campeã anual de pedidos.


“O Dia das Mães foi muito bom pra gente. Nós começamos a trabalhar às 9h e foi parar a última 21h, de tão legal, diretão. Foi maravilhoso, porque eu já estava desanimando”, analisa.

Reprodução

carro de mensagem

 

Mas para o Dia dos Namorados, comemorado no dia 12 de junho, Carmem não está muito otimista. Ela revela que os casais vêm abandonando as homenagens com mensagens, e há pelo menos 3 anos, é a data comemorativa mais fraca para o negócio.


“O Dia dos Namorados ultimamente não anda muito bom. Povo está meio devagar, não quer saber de romantismo”, aponta. Ela, contudo, é romântica: no veículo está estampada uma foto dela com seu marido.


Fora o Dia das Mães, celebrações como aniversários também representam grande parte da agenda da Brisa Flores e Mensagens. Sem poder se juntar e fazer uma festa, amigos e familiares enviam o carro para o aniversariante para não deixar a data passar em branco.

 

Reprodução

carro de mensagem

 

 

Ela estima que em maio, a demanda para enviar o veículo a um ente querido cresceu 40%. “Esses dias alguém de Goiânia comentou em nossa página: nossa, ainda existe isso?”, e ri.


Apesar de ser um serviço antigo, a clientela surpreende: segundo Carmem, a maior parte do seu público está na faixa dos 20 e 30 anos. E engana-se quem pensa que fazem os pedidos por “brincadeira”. Muitos levam a sério e gostam até mesmo de acompanhar o veículo.

 

Declarações inesperadas
Em quase duas décadas, Carmem já foi testemunha de muitas homenagens e declarações. Ela compartilha que uma dessas homenagens durou uma hora. “Tem gente que já liga e fala: se prepara, todo mundo da família vai pegar o microfone”.


Para evitar estragar a surpresa, ela detalha que o carro de som não tem muitas estampas, além de só botar a música perto do endereço indicado.


Porém, também já presenciou situações complicadas. O sonho de uma mãe era receber um carro de mensagem na porta de casa. A emoção foi tanta, que ela desmaiou na frente de todo mundo, no meio do aniversário dela.


Outra história embaraçosa que Carmem compartilha é de um homem que tentava reatar com a ex. “Foi uma reconciliação. Ele foi junto com a gente, disse que queria ver a reação dela. Saímos com buquê e tudo, mas quando eu desci do carro, vi que ela estava abraçada com outro”, conta.


Ela, que tem uma “conexão” com o marido e se entendem só com um olhar, deu um sinal para ele voltar com o carro. Passado um tempo para avisar a moça, eles retornaram. “Ele falou no microfone, entregou buquê pra ela e entraram. De repente, saiu e disse, vamos embora, ela disse que depois conversa comigo. Isso faz uns 8 anos”, relembra da saia justa.

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Toda a polêmica envolvendo a morte da adolescente é por dúvida se o tiro foi acidental?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 13/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 25,85 0,98%

Algodão R$ 97,69 -1,02%

Boi a Vista R$ 135,33 0,00%

Soja Disponível R$ 70,00 -0,71%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.