Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 02/12/2020

Cidades - A | + A

Fiscalização mais rígida 23.05.2020 | 15h37

Comandante da GM faz alerta para risco de lockdown em VG

Facebook Print google plus
Eduarda Fernandes

eduarda@gazetadigital.com.br

Chico Ferreira

Chico Ferreira

As prefeituras de Várzea Grande e Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá) anunciaram fiscalizações mais rígidas do cumprimento das normas de prevenção à disseminação do novo coronavírus. O secretário municipal de Defesa Social e Comandante da Guarda Municipal de Várzea Grande, Evandro Homero Dias, afirmou que irá endurecer e reforçar ainda mais a fiscalização e, se regras não forem cumpridas, medidas mais severas podem ser implantadas no município, a exemplo do lockdown.

 

"Já fizemos ações de conscientização e agora é hora de endurecer. Todos têm que respeitar para evitar maior incidência da doença, as exigências de regras de funcionamento e a movimentação das pessoas e do direito de ir e vir de cada um são respeitados, mas o distanciamento de 1,5 metros, uso de máscaras e meios de higienização e não aglomeração além da proibição de festas, precisam serem cumpridos. Estas regras são de proteção a vida, caso contrário, novas medidas mais endurecidas como um lockdown que é o fechamento de todos os serviços e a proibição das pessoas de saírem de suas casas, podem acontecer. Então vamos respeitar os Decretos Municipais”, cobrou.

 

Leia também - PM prende cinco e restaurante em VG é acusado de fachada para tráfico de drogas

 

Na cidade vizinha da Capital, de março para abril, as demandas da Guarda Municipal registraram um aumento de 116,84%, com o número de fiscalizações específicas no cumprimento das normas e decretos municipais contra a covid-19 passando de 184 para 399. Além dessas ações diretas contra a disseminação da doença, o relatório destaca incremento na chamada "Efetividade Preventiva", que incluem rondas nos bairros e junto a prédios públicos, que cresceu 21,64% na comparação entre os saldos de março e de abril.

 

Sinop

Em transmissão pela internet na manhã deste sábado (23), a prefeita de Sinop Rosana Martinelli declarou que as forças de segurança do município, bem como os órgãos fiscalizadores, passarão a adotar medidas mais rígidas para assegurar o cumprimento das normas de saúde no tocante ao uso das máscaras de proteção pelo cidadão em áreas públicas e estabelecimentos comerciais.

 

O alerta foi feito na presença do comandante Regional da Policia Militar coronel Wesney de Castro Sodré, do comandante do 11° Batalhão e tenente coronel Pedro Miguel de Sousa e do secretário municipal de Trânsito e Transporte Urbano, Hermann Friederich, que estavam presentes na transmissão ao vivo.

 

“Desde março nós estamos lutando junto com a população para manter o comércio aberto. E eu tenho certeza que nós vamos conseguir, mas precisamos da colaboração e da conscientização de cada cidadão. Agora, vamos intensificar cada vez mais o uso da máscara. Durante todo esse período nossas forças de segurança estão com operações diárias de orientações e notificações, porque muitos ainda não se deram conta que não é somente no horário comercial que há a necessidade de se cuidar”, alertou a gestora.

 

Empresas que permitirem o acesso de clientes sem máscara, não se atentando à Lei, podem, além da multa, em casos graves terem o alvará de funcionamento cassado pela administração pública. O Coronel Wesney de Castro Sodré reforçou a importância da população também fazer uso da máscara de proteção facial em via pública.

 

Legislação

A Lei nº 11.110, de 22 de março deste ano, do Governo do Estado, estabelece que durante o período de pandemia os estabelecimentos públicos e privados que estiverem em funcionamento, em qualquer município de Mato Grosso, devem exigir a máscara facial de seus funcionários, colaboradores e clientes. Caso haja o descumprimento desta ordem a/o empresa/empresário será multado(a)  no valor de R$ 80 por pessoa que estiver sem o utensílio dentro do comércio.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Donizete - 19/06/2020

Fechamento total não deu certo em lugar nenhum do mundo . Precisarmos é mudar os abtos , todos nós temos que trabalhar e tentarem se cuidar ao máximo . Infelizmente o nosso governador MAURO MENDES é contra o presidente Bolsonaro estão tentando derruba lo de qualquer geito . Nosso governo estadual soltou bandidos condenados com descuas de protegelos convidl 19 agora vai daqui a alguns dias vai começar prender quem é onesto e quer trabalhar para levar o sustento da família. Eles ( políticos ) tem salários bons dinheiro no banco , dispensa e geladeira cheia . E muitos não tem nada para comer. Estamos indo na contra mão.

Marcos peres - 23/05/2020

Ditadura???? Esse brasil é uma comédia, guarda municipal acha que são Deuses, vergonha...

2 comentários

1 de 1

Enquete

Com o resultado da eleição, você acredita em uma Cuiabá melhor a partir de 2021

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 02/12/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 60,50 -0,82%

Algodão R$ 127,85 0,33%

Boi à vista R$ 254,60 0,64%

Soja Disponível R$ 154,50 0,32%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.