Publicidade

Cuiabá, Sábado 19/10/2019

Cidades - A | + A

dois anos de espera 05.09.2019 | 15h40

Contemplados com casas acampam na frente do residencial Nico Baracat

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Setembro chegou e os sorteados com casas do Residencial Nico Baracat II ainda não receberam as chaves. Em protesto pela demora, um grupo de contemplados do Programa Minha Casa Minha Vida estão acampados em frente ao conjunto habitacional. A previsão inicial de entrega dos imóveis era 2017. 

 

Leia também - UFMT anuncia demissões após cortes nos recursos federais

 

Dezenas de pessoas, principalmente mulheres e crianças, estão desde cedo no local esperando uma resposta da Prefeitura de Cuiabá e da Caixa Econômica Federal (CEF) para recebimento das chaves.

 

Os manifetantes levaram cobertas e cadeiras para o acampamento e fizeram almoço em um fogão improvisado.
Segundo o líder comunitário Mario Benevides, que representa os manifestantes, as pessoas querem um posicionamento de quando irão se mudar para suas casas.

 

A demora na entrega é investigada pelo Ministério Público Estadual e Federal (MPE e MPF), por conta de possíveis irregularidades.

 

Em protesto anterior, a Prefeitura de Cuiabá disse que a previsão era para entrega em setembro.

 

Uma reunião está marcada para o próximo domingo (8), onde os moradores irão tratar de novo protesto, dessa vez, em frente ao Palácio Alencastro.

 

Outro lado

A Prefeitura de Cuiabá e Caixa Econômica Federal anunciaram que a entrega das chaves da segunda etapa, com 443 casas, será realizada em setembro.

 

Explicou ainda que há 7 anos, foi assinado o contrato para a construção do residencial Nico Baracat. Desde que assumiu o mandato, em 2017, o prefeito Emanuel Pinheiro estabeleceu como uma das prioridades, destravar o processo junto ao governo federal para concretizar a entrega das chaves às famílias contempladas.

 

 

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

O governo tem um ministro condenado, três denunciados e dois investigados. Está na hora de fazer trocas?

Parcial

Edição digital

Sábado, 19/10/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,50 -1,05%

Algodão R$ 90,05 -0,45%

Boi a Vista R$ 131,00 0,00%

Soja Disponível R$ 64,80 -0,77%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.