Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 22/10/2020

Cidades - A | + A

caos na saúde 22.06.2020 | 16h07

Em diversos vídeos, homem denuncia falta de médicos em UPAs

Facebook Print google plus

Davi Valle/Sicom

Davi Valle/Sicom

Um homem, identificado como José Pedro, gravou uma série de vídeos denunciando a falta de atendimento médico nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Cuiabá, nesta manhã de segunda-feira (22). Além do Hospital Universitário Julio Muller, ele relata que seu tio, com suspeita de coronavírus, não foi atendido em três unidades médicas.


Nas imagens gravadas, o homem conta que seu tio está com falta de ar, um dos principais sintomas da covid-19. Primeiro ele teria ido ao Júlio Muller, onde não conseguiu atendimento para o tio.


Em seguida, ele foi para a UPA da Morada do Ouro. No local, foi informado pelos atendentes que não havia médicos realizando consultas para pessoas com sintomas da doença.

 

Leia também - Sem leitos em UTI, Sindicato pede adesão de lockdown aos prefeitos de Cuiabá e VG


O denunciante fez várias passagens por outras unidades de pronto atendimento. Todas elas não tinham médicos ou encerraram atendimento. “Fui no Julio Muller, Upa da Morada do Ouro. Estou na Upa do Planalto, nada de atendimento. Meu tio está com falta de ar e não tem nada, está encerrado atendimento, absurdo isso”, diz em um dos vídeos.


Revoltado, ele ainda passa pela última UPA, na região do Coxipó e também não consegue uma consulta para o tio. Ainda nos vídeos, ele critica o posicionamento do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e o governador Mauro Mendes (DEM), diante da crise na saúde ocasionada pela pandemia.


“Estou na Upa do Coxipó, não tem médico para atender. Já fui no Julio Muller, fui na UPA do morada do ouro, na UPA do Planalto e agora na UPA do Coxipó, não tem médico para atender. É lamentável isso aqui, vou nem mais xingar”, lamenta.


Outro lado
A reportagem do entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde. A pasta pediu paciência aos cuiabanos, pois de acordo com a assessoria, as UPAs e policlínicas estão lotadas de pessoas procurando atendimento.


A pandemia do coronavírus afetou seriamente a saúde pública. Para dar conta do atendimento, as unidades hospitalares estão seguindo uma classificação de risco para atendimento. Além disso, cerca de 200 médicos e 400 profissionais da saúde precisaram ser afastados. Veja a nota na íntegra:


A Secretaria Municipal de Saúde informa:
-Diante do grande número de pessoas infectadas na capital, todas as UPAs e Policlínicas estão lotadas de pacientes procurando atendimento.
-As UPAs e Policlínicas seguem a tabela de classificação de risco onde as urgências e emergências são classificadas como vermelho, amarelo, laranja e roxo. Estas classificações são atendidas imediatamente. Os verdes e azuis, que na prática deveriam procurar as unidades básicas de saúde, podem aguardar mais de 2h sem riscos ou danos à saúde.
-Os efeitos da pandemia também estão atingindo a Secretaria de Saúde. Para se ter noção, apenas neste mês mais 200 médicos e mais de 400 profissionais entre técnicos e enfermeiros apresentaram atestado e estão afastados, o que causa um déficit de profissionais nas unidades.
-Os pacientes que forem às unidades serão atendidos conforme a classificação de risco, mas é preciso ter paciência, porque infelizmente o número de pessoas que precisam de atendimento é alto.
-Para manter o atendimento o mais próximo do normal possível, a gestão Emanuel Pinheiro está se desdobrando para contratar novos profissionais, mas já há escassez desses profissionais com perfil, por todo o país.
-Vale ressaltar a importância de se manter o isolamento social, saindo apenas para realizar tarefas estritamente necessárias, para diminuir as chances de se contaminar com o vírus.

 

Veja o vídeo

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Como você avalia a ausência de um candidato convidado para debater com adversários?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 22/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 57,50 1,77%

Algodão R$ 118,67 3,64%

Boi a Vista R$ 242,24 0,00%

Soja Disponível R$ 156,30 0,35%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.