Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 30/03/2020

Cidades - A | + A

proibido dirigir 28.01.2020 | 16h25

Em dois anos, mais de 5 mil motoristas tiveram a CNH cassadas ou suspensas

Facebook Print google plus

Aloisio Mauricio /Fotoarena/Folhapress

Aloisio Mauricio /Fotoarena/Folhapress

Ao todo, 5.358 motoristas tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa após cometerem infrações de trânsito em dois anos. Somente em 2019 foram cassadas 3.115 CNHs, contra 2.243 em 2018, ou seja, houve um aumento de 38,86%. Muitas das infrações são em decorrência de “rachas” ou dirigir sob efeito de álcool.

 

As infrações que suspendem CNHs são aquelas que a somatória alcançou 20 pontos na carteira no período de 12 meses. “A cassação acontece quando o condutor é flagrado dirigindo com a habilitação suspensa ou se reincidente em algumas infrações específicas, como prevê o artigo 263 do Código de Trânsito Brasileiro”, explica o presidente do Departamento Nacional de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), Alessandro de Andrade.

 

Leia também - Homem morre após pular da Ponte Nova em Várzea Grande

 

O presidente ainda explica que após a suspensão, o motorista fica proibido de dirigir por dois anos. Após perder o direito de dirigir neste período, ele precisa refazer todo o processo para emissão da primeira habilitação, além de curso e exame teórico de reciclagem. É mantido ainda a mesma categoria que ele possuía.

 

Todos os motoristas com a CNH suspensa foram notificados pelo Detran via Correios e por meio de editais publicados no Diário Oficial do Estado.

 

Etapas para regularização

Conforme o Detran, para regularizar a CNH em casos de suspensão ou cassação, o motorista deverá entregar, obrigatoriamente, a carteira em qualquer unidade do departamento. Além disso, deve cumprir o prazo de proibição de dirigir e realizar logo após o Curso Teórico de Reciclagem em algum Centro de Formação de Condutores (CFC).

 

Após cumprir essas etapas, o condutor deverá ir até uma unidade do Detran-MT para a emissão da taxa de Exame Teórico de Reciclagem para Infratores. Assim que finalizar o Curso Teórico de Reciclagem para Infratores, será agendado o exame teórico.

 

“Todos os condutores que tiveram as carteiras suspensas ou cassadas são obrigados a passar pelo curso de reciclagem, bem como os que foram obrigados por determinações judiciais”, destacou Alessandro.

 

Com a aprovação no curso, o motorista poderá solicitar a retirada de sua CNH ou, caso esta já esteja vencida, emitir um novo documento.

 

Reciclagem

Um dos meios para o condutor reestabelecer o direito de dirigir é através do curso de reciclagem por ensino à distância. O link para acesso está disponível no site do Detran-MT (www.detran.mt.gov.br), em Reciclagem EAD.

 

Ao clicar no link, os condutores terão a opção de escolha de empresas nacionais que foram credenciadas junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para a realização do curso de reciclagem à distância do Detran-MT. (Com informações da assessoria)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Levando em consideração as condições sanitárias do país, você optaria por:

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 30/03/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,05 -0,71%

Algodão R$ 92,44 0,16%

Boi a Vista R$ 136,00 0,74%

Soja Disponível R$ 66,35 -0,23%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.