Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 25/05/2020

Cidades - A | + A

TICKET REJEITADO 24.12.2019 | 16h49

Em vídeo, portador de deficiência chora ao ser barrado em shopping de VG

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Às vésperas do Natal, Eduardo Henrique Oliveira, de 27 anos, foi até ao Várzea Grande shopping fazer compras, na tarde de segunda-feira (23). No entanto, o passeio descontraído acabou se tornando um transtorno, quando ele foi impossibilitado de retirar seu carro do estacionamento a partir da isenção de pagamento para deficientes.

 

O jovem, que é deficiente físico e não possui uma das pernas, relatou o caso em seu perfil no Facebook. Visivelmente abalado e sentado no estabelecimento, ele chora ao contar o ocorrido. “Pra minha infelicidade, eu resolvi vir de carro e esqueci minha CNH em casa. Mas eu trouxe minha carteira de deficiente, porque eu sou deficiente físico”, diz o rapaz.

 

Leia também - Governo publica lei que incentiva inovação, ciência e tecnologia no estado

 

Quando terminou de fazer as compras, Eduardo pediu a liberação do ticket do estacionamento. Por ser deficiente, ele tem respaldo da Lei nº 13.146/2015 – Estatuto da Pessoa com Deficiência e direito a estacionamento gratuito. Contudo, a atendente do guichê não liberou o ticket.

 

Surpreendido, ele foi até a estação de pagamento digital, porém, outro contratempo surgiu: a cabine só oferecia opção de débito. No momento, ele só estava com dois cartões de crédito. Ao retornar ao guichê, a atendente chamou o supervisor.

 

O supervisor então fez diversas orientações, como sugerir que ele fosse até alguma loja passar o cartão e pedir o retorno do dinheiro, entretanto, Eduardo já estava indignado e se sentindo exposto. Ao final, o supervisor disse que liberaria o ticket, mas que “descontaria o valor do caixa no final do expediente”, colocando ele contra a atendente.

 

Sem alternativa, ele foi a pé até sua casa buscar a CNH e o dinheiro para pagar o ticket. “Quando retornei ao shopping, fui direto a administração relatar o ocorrido, falaram que era assim mesmo e eles estavam amparados pela legislação do município de Várzea Grande. Mas pediram para liberar o meu ticket depois que já tinha ido em casa a pé e estava todo suado, fiquei muito chateado”, relembra.

 

Ele ainda é um cliente recorrente do Várzea Grande shopping, uma vez que malha na academia do local. Eduardo conta que antes nunca teve problema com o ticket do estacionamento. “Particularmente não gosto de compartilhar essas coisas, pois em 20 anos de deficiente nunca presenciei tal constrangimento, muito lamentável”.

 

Outro lado
A reportagem do entrou em contato com a assessoria do shopping, que afirmou que a administração está conversando com Eduardo e busca amenizar o ocorrido. Além disso, informou que o ocorrido foi uma falha e um episódio a parte, uma vez que tem políticas públicas voltadas a pessoas com deficiência.

 

Veja o vídeo

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Robson Arruda - 26/12/2019

olá bom dia eu trabalhei por 2 anos nesse shopping tenho por alguns motivos em relatar que seja falta de respeito nesse shopping por muitas vezes fui barrado de sentar no sofá e ou de andar em alguns lugar a segurança fazem um papel fundamental mas eles usa de poder maior para nós humilha sendo assim superei todos meus desafio profissional dentro do órgão além desse fato só TENHO que agradecer pelo carinho PELA atenção do logista caso desse rapaz é normal em todo Brasil mas tem alguma pessoas que usas suas necessidades para adquirir ganhos financeiros mas seque a rotinas diárias . Att.ROBSON

Gladston - 25/12/2019

Atitudes como dessa má administração do Shoping VG é que faz muitos, mas muitos mesmo, varzeagrandenses, se deslocarem até Cbá para fazerem suas compras e seu lazer na capital. Mentalidade paupérrima dessa gestão em relação aos seus poucos clientes!

Lucenildo - 25/12/2019

Isso mostra falta de amor ao próximo, a direção desse shopping deveria receber uma intimação de um bom advogado, pôs ali é lugar público o próximo tem que ser respeitado.

3 comentários

1 de 1

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 25/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,00 -0,45%

Algodão R$ 91,40 0,12%

Boi a Vista R$ 126,75 0,13%

Soja Disponível R$ 65,10 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.