Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 09/12/2019

Cidades - A | + A

desabrigado e ameaçado 17.11.2019 | 13h30

Engraxate perde ponto após 60 anos de trabalho em Cuiabá

Facebook Print google plus

 

Engraxate mais famoso e antigo de Cuiabá completa 60 anos de profissão sem sapatos para polir. Há quase dois anos, Aquilino Alves da Silva, 72, foi “despejado” do seu local de trabalho com a promessa de que teria um novo espaço para receber os clientes, mas isso não aconteceu. De tanto cobrar respostas, já recebeu até ameaça de morte.

 

Leia também -Corte de verbas da UFMT afeta qualidade do restaurante universitário

 

Por 6 décadas, o profissional manteve seu ponto no calçadão de frente à praça da República, quando o centro da cidade se resumia àquelas ruas estreitas e não havia transporte coletivo. O homem viu o desenvolvimento da cidade e com ela a destruição da profissão.

 

João Vieira

Sr Aquilino / Engraxate / Falta de Cobertura

 Aquilino vive com auxlílio doença

Com a construção da Estação Alencastro, a cobertura sobre as cadeiras do engraxate foi retirado. A justificativa era de que a avenida Getúlio Vargas, naquele trecho, seria aumentada para o melhor trânsito do ônibus, no entanto a tal obra não foi feita, assim como a cobertura das cadeiras do engraxate não foi devolvida.

 

“Eu já cansei de pedir. Me prometeram um ponto novo e até agora nada. Eu venho aqui, às vezes, para ver se aparece algum sapato para engraxar. Como meu ponto foi arrancado, meus clientes também sumiram. Eles acham que não venho aqui mais”, conta o idoso.

 

Aquilino conta que em dias bons chegava a engraxar 3 a 4 pares de sapatos por dia. Cada par custa R$ 15, mas agora há semanas que não aparece um cliente.

 

“Tem semana que eu venho aqui e não aparece ninguém. Hoje mesmo eu estou precisando muito de dinheiro, vim aqui, mas não apareceu ninguém”, afirma.

 

O engraxate relata que tem um cliente fiel que leva os sapatos para Aquilino em sua casa e depois busca quando estão prontos. “Ele é o que sempre leva. Eu gosto que vão na minha casa. Quando estava no ponto eu conversava com muita gente. É muito ruim ficar em casa, sozinho”, relata.

 

Hoje o homem que tem problemas de saúde e há 10 anos perdeu uma perna sobrevive com o salário mínimo que recebe de auxílio doença. A renda é usada para pagar aluguel, comida, despesas domésticas.

 

De tanto cobrar resposta sobre o espaço prometido, Aquilino conta que já sofreu até ameaça de morte para “parar de incomodar”. “A pessoa me falou que agora me dão atenção, mas se eu morrer ninguém vai lembrar. Isso é uma ameaça, não é? Para mim foi”, conta.

 

Enquanto havia cobertura no ponto, Aquilino dividia o espaço com outro engraxate, mas este não suportou as adversidades e abandonou a profissão.

 

“Não tem condição de ficar aqui. É muito sol ou chove, além disso tem os pombos que ficam aqui fazendo sujeira na cabeça das pessoas”, completa.

 

Outro lado

A Prefeitura de Cuiabá entrou em contato com o e explicou que com a requalificação da Praça Alencastro todos os engraxates foram retirados do local. A Prefeitura disse que por vezes buscou diágolo com o senhor Aquilino para que ele pudesse trabalhar normalmente na Praça da República. No entanto, ele negou a mudança para o local. Segundo a Prefeitura, até o espaço já foi mostrado ao engraxate, mas ele se negou a mudar para o endereço que fica em frente ao atual.

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Joseaugustode morais - 18/11/2019

Isso k estão fazendo com esse senhor é policagem na eleição passada esse senhor fazia propaganda na tv pro Wilson santos k era adversário do atual prefeito emanuel pinheiro acho k tem tudo aver com essa situacao k pena esse senhor tem muito tempo nesse local de trabalho!

EDGARD JOAO PONCE - 18/11/2019

Quanto custa ser pobre nesse pais. O sustento do Sr. Aquilino era adquirido dali. Ai vem esses demagogos com promessas faraônicas e deixam o cidadão na esperança de dias melhores. E é mentira que todos os engraxates saíram dali da praça, pois aos domingos costumo ir à igreja matriz e vejo alguns deles abordando que passa por ali. Três F seu Aquilino: força, fé e felicidades.

Valdenir - 18/11/2019

Esse cidadão fez propaganda politica para o Sr. Wilson Santos será que agora não lembra mas ? raça infame o tal de político

rosa - 17/11/2019

respeite seu aquilino.ser humano maravilhoso.devolva pra o lugarzinho dele. misericórdia Emanuel pinheiro.cade vc ? por favor.

DIOGO VIANA RABELO - 17/11/2019

Isso porque o cara já ganhou a chave da cidade... Eu acredito que seja falta de respeito...

5 comentários

1 de 1

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Presidente Jair Bolsonaro foi indicado a Personalidade do Ano pela revista Time

Parcial

Edição digital

Domingo, 08/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,20 -0,62%

Algodão R$ 91,52 0,21%

Boi a Vista R$ 134,11 0,59%

Soja Disponível R$ 66,75 0,07%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.