Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 25/05/2020

Cidades - A | + A

incentivo 11.03.2020 | 08h15

Escola recebe materiais pedagógicos desenvolvidos por alunos de Engenharia da UFMT

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

A Escola Municipal de Educação Básica de Várzea Grande (EMEB) Antonio Joaquim de Arruda, do bairro Cristo Rei, que atende alunos com deficiência e Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), recebeu materiais didáticos de tecnologia assistiva para alunos especiais, desenvolvidos pelo Programa de Educação Tutorial  (PET) Elétrica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

 

Os equipamentos são classificados como Jogos Didáticos, denominados de ‘Labirinto Elétrico’, ‘Questionário Eletrônico’ e ‘Painel Digital’ foram desenvolvidos pelos alunos do curso de Engenharia Elétrica da UFMT, com o apoio do departamento de Arquitetura e Urbanismo LabAU/Fab Lab e da diretora da escola, Ana Alice da Silva.

 

De acordo com a professora Maria das Graças Pereira Feltrin, que faz o Atendimento Educacional Especializado na Sala de Recursos Multinacional da escola, os jogos pedagógicos produzidos pelos alunos da UFMT irão permitir ampliar a capacidade cognitiva e motora dos alunos, dando condições ao estudante de acompanhar as aulas regulares de modo mais participativo. “É um jeito de brincar, testando as habilidades e coordenação motora dos alunos”, informou.

 

Leia também - Sorriso realiza mutirão de exames para câncer de colo do útero

 

“Observamos os materiais didáticos usados pelos professores e chegamos à conclusão de que poderiam ser eletrônicos, para o melhor desempenho dos alunos. Além do ganho para as crianças na escola, a ação do projeto agregou também para os acadêmicos da UFMT descoberta, criação e conhecimento”, destaca o coordenador do projeto, professor Fabricio Parra.

 

O professor explica que o Labirinto Elétrico consiste basicamente em energizar um fio e tentar passar um anel sobre ele, sem encostar. O Questionário Eletrônico é uma caixa de madeira e um circuito dividido em duas colunas. A primeira dedicada às perguntas e a segunda as respostas. “O aluno deverá selecionar a pergunta e posteriormente a resposta, em caso de uma situação verdadeira, um LED verde será ligado, e em caso de uma resposta errada, nenhum tipo de sinalização será acionado.”

 

O Painel Digital trata-se da criação de um painel com vários botões ao redor. Ao pressionar um botão, um LED a frente do botão será ligado. Ao pressionar outro botão, o LED anterior será apagado e um novo LED na frente do botão pressionado será ligado. No interior do painel será adicionado, por meio de velcro, imagens conforme a necessidade e atividade desenvolvida pelo professor. Assim, ao realizar uma pergunta ao aluno especial, o mesmo poderá responder pressionando o botão que corresponde a imagem referente a resposta que será dada ao professor.

 

Todos os aparelhos funcionam com baterias recarregáveis, recicladas de notebook. Essas baterias foram doadas por professores, técnicos, alunos da UFMT e comunidade externa.

 

Para o secretário Silvio Fidelis, diante da necessidade de renovar e inovar os subsídios oferecidos de forma a suprir às necessidades especiais dos alunos com deficiência que são atendidos na escola municipal, a parceria com a UFMT, por meio do Programa de Educação Tutorial - PET Elétrica, que é desenvolvido por professores e alunos do Curso de Engenharia Eletroeletrônica, através do programa de Pós-graduação, é uma excelente ferramenta que permitirá tornar a escola mais inclusiva, podendo contar com esses recursos para melhorar as possibilidades de aprendizado dos alunos com deficiência.

 

“Temos certeza que os equipamentos produzidos pelo Programa da UFMT irão proporcionar a ampliação da capacidade de atenção, concentração, memorização, raciocínio lógico e coordenação motora dos nossos alunos que necessitam desse tipo de atendimento especial, facilitando assim a comunicação e o aprendizado”, afirmou.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 25/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,35 0,74%

Algodão R$ 93,12 -0,17%

Boi a Vista R$ 137,00 -0,36%

Soja Disponível R$ 69,80 -0,71%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.