Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 15/10/2019

Cidades - A | + A

Ensino Médio 29.08.2019 | 07h23

Escolas intensificam preparação em redação e português

Facebook Print google plus

Viviane Saggin

Viviane Saggin

O rigor da correção e a exigência dos corretores do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) têm aumentado a cada ano, segundo especialista, principalmente em relação ao uso da língua portuguesa. Pelo menos duas competências das 5 avaliadas na prova cobram explicitamente o idioma.  

 

Sabendo disso, unidades da rede estadual de educação em Cuiabá intensificam as atividades preparatórias em redação e em língua portuguesa. Um dos fatores que merece atenção é a gramática instrumental, já que para ter um bom desempenho, o aluno tem que ser usuário do idioma.   

 

Viviane Saggin

Preparação Enem

A professora Ana Paula Moreira dos Santos, da Escola Estadual Presidente Médici, ministra aulas para 8 turmas de 3º ano. 

A professora Ana Paula Moreira dos Santos, da Escola Estadual Presidente Médici, ministra aulas para 8 turmas de 3º ano do ensino médio e explica que os professores da unidade escolar têm unido forças para incentivar e preparar os estudantes para esse momento. “Temos professores integrados uns às disciplinas dos outros. Por exemplo, na minha de redação conto com ajuda de profissionais de filosofia, sociologia e história que estão em parceria comigo para ajuda-los a situar temas que são mais cobrados”.   

 

A preocupação na reta final é de incrementar os textos e o que eles estão produzindo na área de português. “Atualmente, os alunos estão com atividade de produção de redação semanal, com um tema específico proposto”. A professora informa que a escola conta com uma biblioteca exclusiva para os alunos de 3º ano. “Foi montada com doações de alunos, professores, pessoas de fora e os títulos estão classificados por categorias, como clássicos e contemporâneos”. 

 

Ao todo, mais de 350 títulos compõem o acervo e a unidade escolar acaba de receber mais 350, pelo projeto Biblioteca Integradora da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que tem o objetivo de ser um espaço articulador de atividades pedagógico interdisciplinares junto com as tecnologias digitais de informação e comunicação. 

 

Assim os estudantes têm à disposição materiais de sua escolha e precisam fazer resumos, fichas técnicas e pesquisa. “Com esse incentivo, alguns já leram 50, 60 livros desde o início do ano”, comemora a professora, acrescentando que possui um caderno de controle, onde tudo é anotado.   

 

Viviane Saggin

Preparação Enem

 

Nesses quase dois meses que antecedem o Enem, a proposta são aulas quinzenais na biblioteca para compartilhamento de informações, troca de livros, debates entre eles.

 

“As provas de todas as disciplinas são voltadas para questões de simulados e Enem, com a intensão de preparar os alunos para a leitura e interpretação desses enunciados. São textos mais longos, que exigem leitura mais detalhada. Estamos ensinando ‘a ler’, ou seja, compreender o que está sendo pedido”, frisa Ana Paula, destacando que é um trabalho em conjunto para que os jovens avancem.   

 

Os estudantes contam ainda com os professores conselheiros que estão disponíveis para qualquer intercorrência e dúvidas que tiverem. “Alguns se sentem ansiosos nesta reta final e nosso trabalho e acalmá-los e dar o apoio necessário”.  

 

Metas   

A estudante Bárbara Chaves de Souza, 17, da Escola Estadual Presidente Médici, se prepara para encarar o Enem pela primeira vez. Sua meta é conseguir as melhores notas possíveis e ingressar no curso de engenharia civil, na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

 

Viviane Saggin

Preparação Enem

 Bárbara Chaves de Souza, de 17 anos, mantém uma rotina rígida de estudos, com foco na faculdade de odontologia.

Para isso, além das atividades em sala de aula, mantém uma rotina diária de estudos em casa e assiste aos vídeos de aulões.   “Gosto de rever todo o conteúdo que é passado na sala de aula. Eu tenho costume de estudar e ler em voz alta, falar sozinha e andar pela casa enquanto leio. Acho que, assim, eu absorvo mais o conteúdo”, declara. Ela cita que ganhou um box de DVDs com aulões da escola no ano passado, por ter obtido as melhores notas.  

 

Aplicada, a jovem contabiliza que apenas de temas relacionados à língua portuguesa, indicados pela professora Ana Paula, já leu 11 livros neste ano. “Tenho muitos títulos em casa, gosto muito de literatura juvenil, ficção científica e fantasia, mas também me dedico aos clássicos, por conta das atividades da escola. A leitura é para mim um item importante, tendo tempo, pego um livro, sento e leio”, assegura a menina que não possui celular, principalmente para que não tenha nada que tire o seu foco nos estudos.  

 

Disciplina eletiva   

A Escola Plena de Ensino Integral Professor Antônio Epaminondas segue no mesmo ritmo. Por ser uma unidade menor, que atende cerca de 20 alunos no 3º ano, permite que os professores acompanhem de perto o rendimento dos estudantes.  

 

Viviane Saggin

Preparação Enem

 

A também professora de língua portuguesa Priscila Lima Freitas, que  está na unidade há 3 anos, explica que além de toda a rotina de atividades, simulados, leitura e exercícios, a disciplina regular, a escola oferece a disciplina eletiva “Mentes criativas”, com foco em redação. “Trabalhamos no primeiro semestre os conceitos básicos de textos dissertativos/argumentativos. A ideia é passar o conteúdo e faze-los exercitar. Eles fazem rodízio de correção, trocam muitas informações”.   

 

O objetivo da disciplina também é oferecer palestras de profissionais da área. “Oferecemos materiais auxiliares como vídeo-aulas, filmes, livros. A aula precisa ser atrativa para os jovens, tentando fugir do conceito padrão”.   

 

Aluna da unidade, Yasmim Machado, 17, irá realizar a prova pela primeira vez e escolheu odontologia. A jovem confessa que sente a pressão de apresentar um bom desempenho, mas entende que o processo é normal.   

 

Viviane Saggin

Preparação Enem

 

Ela frequenta a escola de segunda à sexta em período integral e aos sábados participa de um cursinho preparatório ofertado gratuitamente na UFMT. Sabendo do peso que a redação tem no exame, no momento tem focado em desenvolver textos e a leitura. Para isso, se inscreveu na eletiva de redação. “É importante porque além das aulas regulares, recebemos mais conteúdo e dicas da professora, ampliando assim, nossos conhecimentos”, finaliza.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Ter um diploma leva a uma maior remuneração?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 15/10/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,95 -0,68%

Algodão R$ 90,72 0,19%

Boi a Vista R$ 132,16 -0,18%

Soja Disponível R$ 65,30 -0,31%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.