Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 04/08/2020

Cidades - A | + A

Deu em A Gazeta 05.12.2019 | 07h33

Estradas da Guia e Chapada nunca tiveram lâmpadas

Facebook Print google plus
Dantielle Venturini

redacao@gazetadigital.com.br

Marcus Vaillant

Marcus Vaillant

Duas importantes obras no trânsito de Cuiabá, as duplicações da MT-010 e MT251, são alvos de reclamações da população por causa de alguns problemas ligados à iluminação, limpeza e excesso de velocidade. Na MT-010, que liga Cuiabá a Nossa Senhora da Guia, a falta de iluminação é o problema apontado por quem trafega pela via. A obra faz parte dos trabalhos de duplicação dos 4,9 quilômetros da rodovia Arquiteto Helder Cândia, popularmente conhecida como “Estrada da Guia” e foi abandonada pela empresa com apenas 98% dos trabalhos concluídos.

 

Já na Rodovia Emanuel Pinheiro, que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães, lixo, matagal e desrespeito às leis de trânsito fazem parte das reclamações de quem passa ao longo dos 13 quilômetros de duplicação.

 

Na MT-010 ao anoitecer alguns trechos da rodovia ficam completamente escuro, e quem trabalha ou mora por perto conta apenas com a iluminação dos faróis dos carros para enxergar a sinalização. Carlos Augusto, 29, trabalha em um estabelecimento na via e conta que durante a noite passar pelo trecho e até mesmo conseguir um ônibus é um desafio. “É muito escuro. Eu mesmo uso o celular quando aceno para o motorista do ônibus me enxergar”. Além disso, em certos horários da noite, ele conta que muitos motoristas tem medo de parar nos pontos. “É escuro e por ser uma região mais isolada, tem uns que nem param. Eu mesmo, quando é tarde prefiro pedir um motorista de aplicativo”.

 

Carla Cristina Alves, 26, mora perto da rodovia e conta que não passa pelo local sozinha à noite. “Não dá, é muito arriscado porque a iluminação ainda não está terminada”. Ela afirma que a duplicação melhorou o tráfego, mas que a falta de iluminação continua pondo em risco a vida de pedestres. “Meu medo é eles não terminarem com essa parte, porque aí não adianta, continuamos inseguros”.

 

A empresa Vitória Luz Construções Ltda, responsável pela instalação da iluminação pública no local foi notificada extrajudicialmente por paralisar os serviços sem justificativa. A notificação, emitida em novembro, partiu da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra). Caso não retome os trabalhos imediatamente, ou apresente justificativa pode ter o contrato rescindido unilateralmente pela administração pública por falhas, retardamento da execução do contrato e comportamento inidôneo.

 

Segundo o assessor jurídico da Sinfra, José Ricardo Elias, empresa Vitória Luz tem sede em Vitória, no Estado do Espírito Santo, e não possui escritório em Cuiabá, a notificação ocorreu via aviso de recebimento, com emissão no dia 22 de novembro. Oficialmente, a empresa tem 10 dias corridos para justificar a paralisação dos serviços após a notificação.

Na MT-251, o problema é relacionado a velocidade dos veículos e também a limpeza. O vendedor de frutas Mário Gomes, 33, afirma que a velocidade dos carros na via é muito alta, e alguns não respeitam nem mesmo as faixas de pedestres. “Eles pegam embalo e quem tem que tomar cuidado é quem vai atravessar, porque não estão nem aí”. Na ciclovia, no meio do canteiro central, em alguns trechos o mato já alcança a cintura dos pedestres e o lixo pode ser visto em algumas partes ao longo do meio fio da rodovia.

 

Secretário de Serviços Urbanos de Cuiabá, José Roberto Stopa, informou que vai inserir a via no cronograma, para recebimento de uma ação de zeladoria. Segundo o secretário, neste ano já foi realizado o trabalho de limpeza da rodovia em duas oportunidades que compreendeu toda a extensão, iniciando na Trincheira Engenheiro Roberto Flávio Abbott de Castro Pinto (Estrada da Guia/MT-010) e seguindo até o entroncamento com a avenida José Estevão Torquato da Silva.

 

Confira reportagem completa na edição do Jornal A Gazeta

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

WELBER - 05/12/2019

BOM DIA TODOS! OBSº NA MT 010 NECESSITA URGENTE DE REDUTORES DE VELOCIDADE, PRINCIPALMENTE NO LOCAL QUE FICA ENFRENTE A LEILA MALUF ONDE A MUITO PEDESTRE DESCENDO DE ÔNIBUS E TENDO QUE ATRAVESSAR A RODOVIA PARA TRABALHAR.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 04/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,00 1,45%

Algodão R$ 92,91 0,53%

Boi a Vista R$ 135,75 0,06%

Soja Disponível R$ 68,80 0,29%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.