Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 31/03/2020

Cidades - A | + A

NOVAS INVASÕES 18.02.2020 | 18h16

Estudantes fazem manifestação na frente da Reitoria por mais segurança em hospital

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

Nesta tarde de terça-feira (18), cerca de 100 estudantes, professores, mestrandos e doutorandos se reuniram em frente ao prédio da Reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para jogar luz sobre a falta de segurança do Hospital Veterinário (Hovet).


No entanto, em imagens divulgadas nas redes sociais, a reitora Myrian Serra aparece de longe, ignorando os manifestantes, que pediam por diálogo.


De acordo com a estudante do 6º Semestre de Medicina Veterinária, Helena Santos Lima, na tarde de segunda-feira (17) a reitoria realizou uma reunião com os alunos. Porém, Myrian não deu muitas conclusões sobre medidas a serem tomadas aos estudantes.

 

Leia também - Sem segurança, Hospital Veterinário da UFMT é revirado; veja fotos


“Estávamos pedindo um posicionamento, assim como pendido um segurança armado no hospital, que existia antes dos cortes na universidade. Acontece que ela ficou explicando e explicando e não chegou a lugar nenhum”, relembra.

 

Ainda não foi calculado o prejuízo após o hospital ser revirado, contudo, os vândalos destruíram muitos equipamentos. Conforme Helena, eles são mais caros para serem consertados do que comprarem novos.

 

Por conta da invasão, o atendimento a comunidade foi prejudicado. Cirurgias, internações e plantões são serão realizados por enquanto. Com expectativa de abrir nesta quarta-feira (19), apenas procedimentos simples como curativos e vacinas serão feitos.

 

Novas inseguranças

 

Ainda de acordo com a estudante, a insegurança é tamanha que os alunos flagraram dois homens tentando invadir o hospital na noite de segunda-feira. Eles viram a dupla pulando o muro, mas conseguiram chamar a polícia e um boletim de ocorrência foi registrado.

 

Além disso, há cerca de duas semanas, assaltantes entraram no local em que se realiza equaterapia, onde a UFMT presta serviço. Ventiladores foram roubados e a égua, que auxilia crianças com autismo, também quase foi levada pelos ladrões.

 


Helena explica que os estudantes são compreensivos quanto a falta de orçamento da universidade, embora a insegurança atual demanda providências. “Entendemos a questão dos cortes do orçamento da UFMT, o ataque não foi diretamente a reitoria. Pedimos apenas medidas para as situações de vulnerabilidade, mas precisamos de um parecer, essa é a questão”. 


Outro lado
A assessoria da UFMT informou que a universidade vai tomar medidas após a invasão no Hovet, na madrugada de domingo (16). Câmeras de monitoramento serão ampliadas e as rondas dos seguranças reordenadas.

 

Veja a nota na íntegra

 

Desde 2019, a UFMT realiza a readequação de seu processo de segurança, valendo-se de um investimento em câmeras, ampliando a área de cobertura de todo Câmpus de Cuiabá.
Paralelo a isso, a equipe de segurança patrimonial realiza rondas frequentes, na qual foi detectada a invasão do Hovet, realizada na madrugada de domingo (16).
Após o furto realizado no Hospital Veterinário, a UFMT, além de acionar a Polícia Federal, discutiu medidas para aumentar a segurança na área e em todo o Câmpus. Dentre elas, destaca-se a ampliação no número de câmeras de monitoramento, o reordenamento das rondas, que não deve ser detalhado para manter a segurança dos frequentadores do Câmpus e das unidades administrativas e acadêmicas.

 

Veja o vídeo

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Levando em consideração as condições sanitárias do país, você optaria por:

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 31/03/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,75 1,28%

Algodão R$ 92,48 -0,46%

Boi a Vista R$ 130,56 -0,21%

Soja Disponível R$ 68,40 0,59%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.