Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 25/05/2020

Cidades - A | + A

corte nos prazeres 29.03.2020 | 07h05

Fechados, hotéis e motéis acumulam prejuízos em Cuiabá

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

Diante do cenário da pandemia de coronavírus, a grande maioria das redes de hospedagem seguiram as orientações de isolamento social da Organização Mundial da Saúde (OMS). Hotéis e motéis da capital decidiram fechar para clientes temporariamente, após queda brusca do registro de hóspedes.

 

De acordo com o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hóteis (ABIH-MT), Jack Abouddi, no início de março, a ocupação dos hotéis era de 60 a 70%. Contudo, após o avanço do Covid-19, o mês está sendo fechado com registro de apenas 10% de hóspedagem.


"Muitos hotéis estão entendendo que não é viável manter as portas abertas, funcionando. Então estão suspendendo temporariamente as atividades, por 30 ou 40 dias, até a pior fase da paralisação passar", disse.

 

Leia também - Veja vídeo - Empresários convocam população a voltar ao trabalho no interior de MT


Em Cuiabá, cerca de 50% dos hotéis estão abertos e no interior, 70% já suspendeu as atividades. Mesmo com todas as devidas precauções para afastar a contaminação, a rede hotelaria se preocupa com a saúde dos clientes, funcionários e também o retorno financeiro.


Atualmente, os que ainda estão abertos, contam com dois a quatro hóspedes. "Diferentemente do comércio, que está impedido de abrir, estamos permitidos a funcionar, mas optamos por fechar. Porque não temos um público necessário para manter um hotel financeiramente aberto", disse.


Ainda segundo Abouddi, as demissões não estão descartadas. Cada hotel tem sua política de ceder férias antecipadas, vencidas ou compensação de feriados aos funcionários. No entanto, a maioria está tentando preservar seu quadro de trabalhadores e colaboradores.

 

Hotéis
A Rede de Hotéis Deville, por exemplo, decidiu por suspender temporariamente as atividades de sua filial em Cuiabá, localizada na avenida Isaac Póvoas. De acordo com a assessoria de imprensa do estabelecimento, a previsão é que o hotel reabra ao público no dia 4 de maio.


“Estamos certos que essa situação será superada, graças aos esforços de todas as pessoas e instituições”, afirma o gerente geral Gerson Honório da Silva. O hotel ainda segue com o quadro de funcionários trabalhando, apenas em atividades internas, como limpeza e segurança.

 


A Rede de Hóteis Mato Grosso segue apenas com o Hotel Águas Quentes em funcionamento. Localizado na BR-364, na Serra de São Vicente em Santo Antônio do Leverger (33,4 km de Cuiabá), a movimentação do hotel caiu 50%, relata uma funcionária.


Ainda de acordo com a funcionária, o Pantanal Mato Grosso Hotel e Hotel Mato Grosso, na rua Comandante Costa, estão fechados por 30 dias. "Todos os funcionários dessas unidades estão em quarentena. Está todo mundo se cuidando, tomando as medidas do Ministério da Saúde", comenta.

 

Motéis
No entanto, a procura pelos motéis continua: segundo o gerente Marcos Rogério, do motel Bonnie e Clyde, ainda tem clientes que ligam, após o local ter suspendido as atividades na última segunda-feira (23). Até mesmo as entradas foram fechadas.


Antes da epidemia do Covid-19, a manutenção dos apartamentos já seguia um padrão rigoroso, e os funcionários da limpeza faziam uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como máscaras e luvas. Com o avanço da doença, a gerência disponibilizou nos quartos alcool em gel 70% para os clientes.


Segundo Rogério, a queda dos hóspedes caiu mais da metade nas primeiras semanas. Porém, após o governador Mauro Mendes (DEM) relaxar nos decretos de isolamento, a demanda voltou.


"A queda foi brutal, mas desde que fechamos, já tivemos muitas procuras, porque as pessoas tem segurança de vir ao motel. Agora, desde ontem, que o governador e no caso de Várzea Grande, que a prefeita liberou 50% do transpor te ecomércio, a demanda está grande. Mas mantemos a decisão de continuar na quarentena", afirma.


Junto com o Bonnie e Clyde, o motel Paradise também está fechado. Em Várzea Grande, a unidade Hollywood e Premiere também seguem fechados, pelo zelo aos clientes e evitar a propagação do vírus.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 25/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,05 -0,71%

Algodão R$ 91,47 0,52%

Boi a Vista R$ 133,25 -0,13%

Soja Disponível R$ 76,20 0,26%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.