Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 11/08/2020

Cidades - A | + A

Sema, Indea e Bope 16.06.2020 | 16h02

Fiscalização destrói garimpo ilegal em Nova Bandeirantes

Facebook Print google plus
Eduarda Fernandes

eduarda@gazetadigital.com.br

Sema

Sema

Um garimpo ilegal próximo ao Parque Nacional do Juruena, no município de Nova Bandeirantes (1.028 km ao Norte de Cuiabá), foi destruído durante uma ação fiscalizatória realizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente juntamente com o Indea e policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

 

Leia também - Ponte sobre o rio Vermelho ficará interditada parcialmente por 5 meses

 

A degradação ambiental foi constatada com auxílio dos alertas de desmatamento da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal de Mato Grosso, que utiliza a tecnologia de satélite Planet. Com apoio da aeronave do Exército Brasileiro (Helicóptero Jaguar), a equipe sobrevoou no último domingo (7) o ponto detectado via satélite e constatou a atividade de desmatamento e garimpo ilegais, no entorno do antigo "Garimpo Juruena".

 

No dia seguinte, fiscais da Sema e Indea, acompanhados por policiais do Bope, se deslocaram por solo até os locais que foram sobrevoados. No acampamento, os motores estacionários encontrados no local foram destruídos. O garimpo apresentava vestígios de extração ilegal de ouro. Os suspeitos não foram encontrados no local.

 

Desmatamento ilegal zero

A ação realizada em Nova Bandeirantes integra Operação Amazônia Arco Norte do governo estadual em parceria com a Operação Verde Brasil do governo federal, visando zerar o desmatamento ilegal em Mato Grosso. Desde o início da Operação, em maio, foram aplicados R$ 101 milhões em multas por crimes contra a flora, como desmatamento, exploração florestal e queimadas ilegais, dentre outros. Foram embargados mais de 21 mil hectares e apreendidos 44 tratores.

 

Desde janeiro, Mato Grosso aplicou R$ 555 milhões por crimes contra a flora e embargados 78 mil hectares. As ações conduzidas resultaram na apreensão de 116 tratores e 27 caminhões.

 

Atividade essencial

As atividades de fiscalização ambiental, que incluem as ações de monitoramento e controle de crimes ambientas como desmatamento e exploração florestal ilegais, pesca predatória, caça ilegal, poluição causara por empreendimentos, dentre outros, seguem em pleno funcionamento durante a pandemia do covid-19. De acordo com artigo 8° do decreto Estadual 432/2020, a fiscalização ambiental é considerada atividade essencial no Estado. Ao se deparar com crimes ambientais, o cidadão pode fazer denúncias pelo 0800 65 3838 ou via aplicativo MT Cidadão (disponível para IOS e Android). (Com informações da assessoria)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Toda a polêmica envolvendo a morte da adolescente é por dúvida se o tiro foi acidental?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 11/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 25,80 -0,58%

Algodão R$ 92,99 -0,11%

Boi a Vista R$ 131,00 0,00%

Soja Disponível R$ 65,10 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.