Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 04/12/2020

Cidades - A | + A

MAIS DE 200 ANOS 27.09.2020 | 10h13

Igreja histórica é fechada por risco de covid e desabamento

Facebook Print google plus

Tombada como Patrimônio Histórico Nacional, a Igreja Nosso Senhor dos Passos está fechada há meses por conta de risco de desabamento e contaminação pela covid-19. Parecer do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) aponta diversos problemas estruturais que devem ser reparados para reabertura do espaço, que ainda não tem precisão para receber fiéis.


Leia também -Campanha vende camisetas para arrecadar recursos para a Apae

João Vieira/GazetaDigital

igreja nossa senhora dos passos reparos

 

Uma nota técnica feita pelo Iphan, em maio passado, apontou que o prédio apresentava diversas rachaduras que mereciam monitoramento. O acompanhamento foi feito por alguns meses e, na época, não foi identificada movimentação.


Além das rachaduras, havia vegetação brotando nas paredes, cujas raízes causaram rachaduras, desnível no piso e marcas de infiltração. A nota técnica é assinada por Berenice Pinto da Costa Rodrigues, consultora em arquitetura da Unescoe Iphan-MT.


Um ofício encaminhado ao presidente da Associação dos Amigos do Centro Histórico, o historiador Suelme Fernandes, relata que os reparos na igreja fazem parte do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) Cidades Históricas. Há um termo de compromisso firmado com a Prefeitura de Cuiabá para contratação de projetos para restauração do templo. No documento encaminhado no fim de agosto, consta que o termo vigora até janeiro de 2021 e o projeto ainda não foi apresentado.


“Ressaltamos que a execução da obra de restauração será realizada pelo município de Cuiabá”, diz trecho do ofício do Iphan.

 

João Vieira/GazetaDigital

igreja nossa senhora dos passos reparos

 

O presidente da Associação afirma que os reparos ainda não começaram pela falta dos projetos que são de responsabilidade do município e a demora coloca em risco a estrutura da igreja, que já tem 223 anos e a última reforma foi em 2005.


“O problema de movimentação de terra naquela região atinge a todos os prédios. Em 2019 houve o desabamento da Casa Pepê, esse ano teve outro casarão que desabou e matou uma pessoa. Isso também está causando os problemas na igreja. Quando a Prainha enche de água, o solo começa a ceder”, explica o historiador.


De acordo com o presidente da Associação, o Iphan liberou recursos à prefeitura para restauração da igreja em 2015, no entanto ainda não foi executado por falta do projeto que deve ser feito pelo município.


“O Iphan liberou R$ 100 mil para o restauro e faltou R$ 20 mil da prefeitura pra o projeto, agora veio o processo eleitoral e não pode fazer nada. Só ano que vem”, ressalta. A proximidade do período chuvoso preocupa, pois as fissuras podem se acentuas e gerar desmoronamento.

 

João Vieira/GazetaDigital

igreja nossa senhora dos passos reparos

 

O Instituto do Patrimônio Histórico foi procurado e informou que há poucos dias foi realizada reunião entre representantes do órgão, com a arquidiocese de Cuiabá e a prefeitura para tratar dos reparos.


O padre Deusdédit Monge, da arquidiocese de Cuiabá, informou que ainda não há precisão para começo da reforma. A fim de evitar que os problemas da Igreja Nosso Senhor dos Passos se agravem, um pedreiro foi contratado para aplicar medidas paliativas nos pontos de maior gravidade na estrutura da igreja, antes que a chuva chegue.


Além dos problemas estruturais, o religioso explica que a igreja foi fechada para os fiéis por conta do alto risco de contaminação, uma vez que o espaço é pequeno, com pouca circulação de e tem como principal público os idosos.


“Nessa hora a gente tem que priorizar a saúde coletiva, a vida. O espírito de adoração agora tem que ser com a causa da população. Essa é uma razão. A segunda razão é os reparos urgentes que precisam ser feitas e necessitam da autorização do Iphan e parceria com a prefeitura, além de outros recursos. Temos projeto de restauração pra médio e longo prazo. O primeiro passo, como disse a prefeitura, seria a parte de amarração, contenção”, explica o padre.


O religioso acredita que sejam necessários pelo menos R$ 200 mil para a revitalização. “Não temos o valor certo, mas acredito que é mais ou menos isso. Cada vez que faz, aparece mais coisa pra fazer”, relata.


Turismo religioso
O padre explica que há um projeto para que a igreja seja um ponto turístico. Além das missas, ela deve ser aberta a visitação e uma sala anexa ao tempo será transformada em memorial.


“Estamos pensando em abrir para a visitação e fazer um memorial com os equipamentos históricos, a história da igreja para que as pessoas que venham visitar o Centro Histórico tenham acesso também lá”, explica o padre.


História da igreja
O historiador conta que o templo foi construído no Centro Histórico de Cuiabá por Manuel Homem, que foi enterrado vivo. Ele sofria de catalepsia, doença que faz com que a pessoa parece morta, mas na época ninguém sabia da existência de tal enfermidade.


“Diz a história que, dentro do caixão, ele fez uma promessa a Senhor dos Passos e disse que se ele saísse dali iria construir uma igreja em homenagem ao Santo”, conta Suelme Fernandes.


Com muito esforço, o homem cavou a terra e conseguiu sair da sepultura. Ele passou o resto da vida andando com uma túnica, em referência ao santo, e construiu a igreja que foi inaugurada em 1792.

 

Outro lado
A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer informa que:
- A Igreja do Senhor dos Passos é um imóvel tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Ipha), portanto, para que sua obra de restauração seja executada é necessário aprovação de projeto pela instituição.


- Ainda na gestão anterior, foi elaborado projeto de restauração para o local, mas que não foi aprovado pelo Iphan por não constar o processo de sondagem. O procedimento em questão identifica as características do terreno e condições da fundação do prédio, fatores essenciais em qualquer obra, principalmente em estruturas antigas, como é o caso do imóvel histórico.


- Em recente avaliação das condições da construção, foi identificada a necessidade de realização de obra de contenção e escoramento para evitar futuro desabamento da estrutura atual.


- Apesar de a Igreja estar inserida no programa PAC Cidades Históricas, o valor direcionado a este imóvel não é suficiente para realizar o processo de sondagem e os serviços emergenciais na estrutura.


- A pasta trabalha, juntamente com o Iphan, para conseguir um aditivo de recursos para dar seguimento ao projeto e execução da obra.


- O valor direcionado para elaboração de projeto e execução da obra da Igreja Senhor dos Passos é de R$ 115 mil via PAC Cidades Históricas.

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com o resultado da eleição, você acredita em uma Cuiabá melhor a partir de 2021

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 04/12/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 59,80 -0,33%

Algodão R$ 126,90 -0,91%

Boi à vista R$ 249,16 -1,37%

Soja Disponível R$ 153,00 -0,97%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.