Publicidade

Cuiabá, Sábado 30/05/2020

Cidades - A | + A

internação psiquiátrica 29.02.2020 | 07h20

Laudo aponta insanidade e recomenda tratamento vitalício de homem que arrancou coração da tia

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

O laudo assinado pela Luana Peres Frick psiquiatra, da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) apontou que Lumar Costa da Silva tem transtorno afetivo bipolar e recomenda tratamento vitalício. O homem é acusado de matar e arrancar o coração da tia, Maria Zélia,55. O crime aconteceu no dia 2 de julho de 2019, em Sorriso (420 km ao Norte de Cuiabá).

 

Leia também - Paciente com suspeita de coronavírus em MT sofre ataques nas redes sociais

 

Segundo reportagem exibida pela TV Record Sorriso, o laudo foi recebido pela juíza da 1ª Vara Criminal de Sorriso no dia 22 de fevereiro e ainda não há decisão sobre encaminhamento do preso para unidade de tratamento psiquiátrico. O exame foi feito em 26 de novembro e se estendeu por pouco mais de duas horas.

 

O pai do rapaz também foi ouvido pela psiquiatra e disse que o filho teve uma infância e adolescência marcadas pela introspecção, mas nada preocupante.

 

Na sua vez de falar, Lumar contou que apanhava muito da mãe, principalmente no banho, quando ela batia a cabeça do filho contra a parede.

 

O réu contou que vivia eufórico quando se mudou para Sorriso para viver com a tia. Tinha insônia, caminhava e dançava por horas e não se cansava. Também relatou que poderia manter relações sexuais por até 5 horas sem qualquer esforço.

 

Mencionou que mudava de humor facilmente e se irritava também. Que sempre brigava com colegas de trabalho e por isso era demitido.

 

No dia do crime, Lumar estava sob efeito de drogas e tinha alucinações. Afirma que não sabia o que estava fazendo e não conseguia distinguir a realidade da fantasia. 


Ele disse que ouvia vozes, que seriam do universo, que falavam que ele era especial e “escolhido por Deus”.

 

O crime
Lumar morava em de São Paulo e foi para Sorriso após um desentendimento com a mãe. Ele foi acolhido pela tia Maria Zélia. Ao descobrir que Lumar era usuário de drogas, a tia pediu para o sobrinho sair da casa. Lumar foi morar numa quitinete, mas, voltou e cometeu o crime.

Além do homicídio ele furtou R$ 800 da tia, provenientes de aluguel. E ainda levou o coração de Zélia para a prima, filha da vítima. Roubou o carro da prima e tentou sequestrar a filha dela, uma menina de 7 anos. Com o carro ele bateu numa subestação de energia tentando incendiar o local.

 

Lumar foi preso e transferido para a Penitenciária Osvaldo Florentino Leite, o Ferrugem, em Sinop (500 km ao norte), onde segue em cela separada.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 29/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,80 0,97%

Algodão R$ 95,42 0,15%

Boi a Vista R$ 130,84 0,21%

Soja Disponível R$ 67,50 -0,22%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.