Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 02/12/2020

Cidades - A | + A

COMBATE A PANDEMIA 20.04.2020 | 09h19

Medidas não podem ser ignoradas com abertura do comércio

Facebook Print google plus

Christiano Antonucci/Secom-MT

Christiano Antonucci/Secom-MT

Diante da possibilidade de Cuiabá liberar a abertura de comércio a partir de quarta-feira (22), o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, destaca que a flexibilização do funcionamento não autoriza relaxamento das medidas preventivas ao Covid-19. O isolamento, uso de máscaras e de medidas de higiene severas têm que continuar. A cidade é a que mais tem infectados no estado.


Leia também -Em novo boletim, Saúde confirma 174 da Covid-19 em Mato Grosso

Em transmissão na manhã desta segunda-feira (20), o secretário ressaltou que na quinta-feira (23) será anunciado o plano de combate à doença elaborado pelo Estado. Serão divulgados número de leitos disponíveis, equipamento de proteção individual, testes e demais ferramentas que Mato Grosso dispõe para lutar contra o avanço da pandemia.


Questionado sobre a avaliação que faz sobre a abertura de comércio, como já ocorre em algumas cidades como Sinop (500 km ao Norte) e Rondonópolis (215 km ao Sul), o gestor pontua que o funcionamento dos estabelecimentos é importante para se minimizar a crise na economia, mas os cuidados devem continuar rigorosos.


“Eu faço critica aos municípios que estão flexibilizando as medidas e paralisando o isolamento social e que não estão adotando as medidas farmacológicas preconizadas. A flexibilização não necessita que as pessoas deixem de usar a máscara, deixe de evitar aglomerações e o fluxo de pessoas deixe de ser monitorado”, pontua o secretário.


Em seu discurso, Figueiredo ponderou que reconhece que o retorno do comércio é necessário para se evitar um dano ainda maior do que o vírus.


“Por isso iremos divulgar, essa semana, nossa capacidade de enfrentar a pandemia e os governos irão tomar suas decisões que melhor entenderem”, ressalta.


Na tarde desta segunda-feira o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) irá estabelecer novo decreto com medidas a serem adotadas pelo Município. O documento anterior, que mantinha o comércio fechado vence neste feriado (21).


Até o momento, Mato Grosso tem 174 casos confirmados da doença e 6 mortes. Cerca de 60% dos pacientes são mulheres e a média de idade dos contaminados é de 44,7 anos.


Os casos confirmados estão em Cuiabá (92), Rondonópolis (24), Sinop (13), Várzea Grande (9), Tangará da Serra (5), São José dos Quatro Marcos (4), Primavera do Leste (4), Cáceres (4), Aripuanã (2), União do Sul (1), Pontes e Lacerda (1), Nova Mutum (1), Nova Monte Verde (1), Mirassol D’Oeste (1), Lucas do Rio Verde (1), Lambari D’Oeste (1), Ipiranga do Norte (1), Conquista D’oeste (1) Canarana (1), Campo Novo do Parecis (1), Barra do Garças (1), Alta Floresta (1) e residentes de outros Estados (4).

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com o resultado da eleição, você acredita em uma Cuiabá melhor a partir de 2021

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 02/12/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 60,50 -0,82%

Algodão R$ 127,85 0,33%

Boi à vista R$ 254,60 0,64%

Soja Disponível R$ 154,50 0,32%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.