Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 25/09/2020

Cidades - A | + A

HEROÍNA 04.08.2020 | 11h12

Menina de 13 anos salva 5 irmãos de casa em chamas, mas bebê de 10 dias morre

Facebook Print google plus

Reprodução ITA Notícias

Reprodução ITA Notícias

Uma bebê de 10 dias morreu na tarde de segunda-feira (3), durante incêndio na casa em que morava com os pais e outros 6 irmãos, em Itanhangá (150 km ao Norte da Capital). A irmã mais velha, de 13 anos, conseguiu salvar os 5 irmãos menores, mas não conseguiu resgatar e recém-nascida. As causas do fogo estão sendo investigadas.


Leia também -Debilitado, D. Pedro Casaldáliga é transferido para São Paulo

 

Segundo informações da Pastoral da Criança, que está dando assistência para a família, no momento do incêndio a mãe havia saído até o cartório para registrar a menina. O pai estava trabalhando e os menores estavam sob os cuidados da filha mais velha, de 13 anos.


A menor contou à representante da Pastoral que o fogo começou no forro. Os irmãos menores estavam dormindo depois do almoço, no mesmo quarto em que a recém-nascida.


Ao ver a chama, a menor resgatou os irmãos para fora da casa. Vizinhos viram o desespero da menina e tentaram ajudar, mas como a casa era de madeira, logo o fogo se alastrou. A recém-nascida ficou por último, mas os vizinhos impediram que ela voltasse para dentro da casa e a pequena morreu no incêndio.


Segundo a Pastoral, as crianças tem entre um ano e dois meses e 13 anos. Um dos pequenos machucou a cabeça enquanto era carregado pela irmã. Provavelmente bateu em algum lugar, pois havia um pequeno inchaço. A menina de 13 anos queimou os cabelos, ao enfrentar o fogo para salvar os irmãos.


O corpo da bebê foi levada para o Instituto Médico Legal (IML) de Sorriso (420 km ao Norte) para exames e posterior liberação para enterro, que deve ocorrer na quarta-feira (5). Ainda não há informações se o bebê morreu por inalar fumaça ou queimado.


Os pais chegaram logo depois do incêndio apagado. A mãe está desolada. O local onde vivem fica no Distrito de Simione, 30 quilômetros distante do perímetro urbano de Itanhangá. Não há Corpo de Bombeiros na região. A Polícia Civil foi chamada e investiga o caso.


A família ficou só com a roupa do corpo e a comunidade fez algumas doações durante a noite. No entanto, toda ajuda é bem-vinda. A casa em que moravam era alugada. Após o incêndio, todos foram “espalhados” na casa de parentes e ainda hoje devem se mudar para uma nova residência. Uma serralheria da cidade cedeu o imóvel para que possam recomeçar.


Vizinhos doaram roupas e alimentos para a família. Quem quiser ajudar pode fazer doações pelo telefone (66) 98418-5310.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 24/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,90 1,61%

Algodão R$ 121,48 0,52%

Boi a Vista R$ 137,35 0,07%

Soja Disponível R$ 66,10 -1,49%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.