Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 15/11/2019

Cidades - A | + A

Dia das Crianças 10.10.2019 | 09h43

Menina que morou no Beco do Candeeiro é adotada aos 9 anos

Facebook Print google plus

Aos 9 anos, Gabriela é muito vaidosa, adora usar laço no cabelo e pintar as unhas de rosa. No entanto, quem a conhece não imagina as dificuldades que a menina passou até ser acolhida por uma família amorosa. A mãe biológica é usuária de drogas e ela viveu no Beco do Candeeiro, até que a avó materna a entregou para a adoção para que ela não tivesse o mesmo destino que a mãe. Depois de uma jornada, ela comemora o primeiro Dia das Crianças, com direito a presentes e muito carinho.

 

TJMT/Alair Ribeiro

Adoção tardia Gabriela

 

Quando Alex e Elisandra Fortunato se cadastraram no projeto Padrinho, do Poder Judiciário, não imaginavam o quanto a vida deles mudaria. Depois de serem padrinhos afetivos de algumas crianças, Gabriela surgiu na vida deles e foi “amor à primeira vista”, como Elisandra define o encontro da família.

 

O casal já havia sofrido dois abortos espontâneos quando decidiu investir na adoção. Inicialmente eles procuravam uma criança de até 3 anos, depois abriram a mente - e o coração - para menores de até 5 anos. Mas, quando conheceram Gabriela, a idade não foi obstáculo para que o amor e o carinho fossem imediatos.

 

Leia também - Policiais viralizam na internet por interação com crianças em Sinop

TJMT/Alair Ribeiro

Adoção tardia Gabriela

 

Por causa das dificuldades em relação à mãe, a menina só está sendo alfabetizada agora, aos 9 anos, pois não frequentava a escola. Primeiro o casal a apadrinhou afetivamente, depois solicitaram a guarda provisória e agora esperam a destituição do poder familiar para pedir a guarda definitiva.

 

Nesses primeiros dias, a ligação entre o casal e a menina foi tão forte que ela chorava ao voltar para a Casa Lar. Gabriela “dizia que não queria ir embora. Recebemos ligações da Casa Lar dizendo que a Gabriela não queria ficar lá. Foi quando disse para ela rezar, que nada seria impossível. Entramos com a solicitação da guarda provisória e foi concedida pela juíza”, lembra Elisângela com lágrimas nos olhos.

 

E como uma boa história com final feliz, Alex e Elisângela esperam a guarda definitiva para depois adotar uma irmã para Gabriela e tornar a felicidade completa – e a casa cheia.

 

TJMT/Alair Ribeiro

Adoção tardia Gabriela

 

“O encontro dessa família não foi por acaso, foi um encontro de corações. Quando nós, no projeto padrinhos, que acompanhamos realmente todo esse procedimento, constatamos que a criança está inserida em uma família o sentimento é de muita alegria e satisfação”, comemora a coordenadora da Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja), Elaine Zorgetti. (Com informações da Assessoria)

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

João Batista de Lima - 10/10/2019

Graças a Deus que essa família adotou essa menina, fiquei emocionado lendo essa matéria, Gabriela Deus te abençoe e proteja.

Joao Bosco Cardoso - 10/10/2019

Parabens ao casal que adotou essa menina.....

2 comentários

1 de 1

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

O que é preciso para viver bem?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 15/11/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,00 -0,83%

Algodão R$ 119,38 -0,23%

Boi a Vista R$ 135,33 3,31%

Soja Disponível R$ 66,00 1,07%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.