Publicidade

Cuiabá, Domingo 12/07/2020

Cidades - A | + A

aumento de casos 29.05.2020 | 14h33

Mesmo com manual de prevenção, pessoas devem evitar shoppings e bares

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

Nesta quinta-feira (28), o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) sinalizou que shoppings centers, bares e restaurantes podem voltar a funcionar no dia 3 e 8 de junho, respectivamente. Com o objetivo de instruir os prestadores de serviço, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), campus Araguaia, divulgou um manual de biossegurança aplicada ao coronavírus.


O material traz orientações e busca sanar dúvidas em relação à transmissão, higiene e prevenção à doença, que contabiliza mais de 54 óbitos em Mato Grosso. Perguntas como quais materiais podem ser utilizados em máscaras, se o isolamento social quebra a economia e quanto tempo o coronavírus sobrevive em objetos são respondidas no estudo.

 

Leia também - Confira regras para reabertura de shoppings, bares e restaurantes


Além disso, de acordo com o professor Carlos Ferrari, do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS), o manual mostra os cuidados específicos que bares, restaurantes e shoppings devem tomar. O manual completo pode ser conferido aqui.


“Decidi criar o manual de biossegurança porque observo alguns comportamentos errados do comércio na prevenção da COVID-19. Em muitos estabelecimentos as pessoas acreditam que basta passar álcool gel. Porém, são necessárias muito mais medidas de biossegurança para reduzir o risco de contaminação”, disse o autor do manual.


No entanto, apesar deste tipo de comércio reabrir, o professor indica que as pessoas devem evitar ao máximo frequentá-los. Mesmo com as orientações de segurança, a contaminação do coronavírus ainda pode acontecer. “É importante ressaltar ao comerciante que um cliente pode processar o estabelecimento se ele adquirir covid-19 lá”, adverte.


“Não recomendamos que bares, restaurantes, academias e igrejas reabram. Creio que bares e restaurantes podem funcionar com entrega em casa ou em mãos. Mesmo que uma pessoa tenha temperatura normal, não significa que ela não esteja infectada. Assim, é muito controversa a simples medida de temperatura na porta do estabelecimento”, comenta o professor.


Uma das medidas a ser tomada pelos shoppings, no novo decreto, é conferir a temperatura dos clientes. Contudo, os estabelecimentos utilizam ar-condicionado central, o que limita a circulação de ar e pode auxiliar na propagação do vírus, sem contar que as pessoas ficam aglomeradas no local.


“O sistema de ar do shopping center não protege as pessoas. Para proteger as pessoas é necessário um sistema específico de sucção e filtração do ar que elimina em ar sem o vírus. Este sistema só existe em alguns hospitais. Então, as pessoas devem evitar shopping center. É melhor ficar em casa. Lojas de rua são menos perigosas, mas o perigo existe”, disse.


Ele relembra ainda o caso de Santa Catarina, que após liberação do shopping, apresentou aumento do número de casos de coronavírus. “Do mesmo modo, já há um artigo científico mostrando grande número de casos de infecção pelo coronavírus em frequentadores de uma igreja nos Estados Unidos. Paciência, mas os cultos ainda precisam ficar suspensos”.


Outro estabelecimento apontado no manual é a agência bancária. Com o saque do auxílio emergencial, muitas agências ficaram lotadas. Ainda conforme Ferrari, os bancos deveriam ter realizado há muito tempo instruções melhores para auxiliar os clientes.


“As agências devem colocar um funcionário à disposição para que este oriente as pessoas a ficarem a uma distância mínima de 1,5m. O próprio governo deveria informar via aplicativo a data para a pessoa sacar o benefício, escalonando as pessoas de modo a evitar aglomerações. Também poderiam ser distribuídas senhas com uma previsão do horário de atendimento de modo que a pessoa possa retornar depois de 20 ou 30 minutos”, pontua.


Dicas para frequentar os ambientes que serão reabertos


Bares, restaurantes e lanchonetes: Ao chegarem aos estabelecimentos, borrifar álcool 70% nas roupas e calçados dos funcionários. Passar álcool gel nas mãos, braços e antebraços. Em seguida, vestir os funcionários com jaleco descartável de TNT.


Academias de ginástica, cinemas, teatros, shoppings: Por serem locais de grande circulação de pessoas e que as mesmas se encontram em movimento, o vírus espalha-se com muita facilidade para grande quantidade de pessoas. Conforme a Autoridade de Saúde Pública de Ontário, Canadá, devemos manter distância mínima de 2 metros de outras pessoas quando realizamos atividades físicas ou movimentos corporais.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Você acredita na eficácia das barreiras sanitárias implantadas em Cuiabá?

Parcial

Edição digital

Domingo, 12/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,00 3,83%

Algodão R$ 92,36 0,23%

Boi a Vista R$ 134,00 -0,37%

Soja Disponível R$ 69,90 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.