Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 21/09/2020

Cidades - A | + A

transporte parado 21.03.2020 | 16h20

MPE cobra e prefeitura estuda como manter transporte em Cuiabá

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Depois de pressão nas redes sociais por conta da medida extrema de paralisação dos ônibus em Cuiabá, o Ministério Público Estadual (MPE), através do promotor Alexandre Guedes cobrou da prefeitura de Cuiabá a manutenção básica do transporte coletivo durante o período compreendido entre 23 de março a 5 de abril. 

 

O promotor lembrou ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) que a manutenção dos serviços essenciais durante o período do decreto de situação de emergência depende basicamente do funcionamento dos ônibus em Cuiabá. 

 

"Se a lógica que permeia o decreto é a garantia da prestação dos serviços essenciais durante o estado de calamidade, a disponibilização do transporte público constitui condição basilar para assegurar essa finalidade. Logo, suprimir integralmente o transporte coletivo conforme constatou na norma, paradoxalmente, equivale a inviabilizar a continuidade de uma significativa parcela dos serviços essenciais assim reconhecidos pelo próprio decreto", argumentou o promotor.

 

Leia também - Prefeito manda fechar comércio e paralisa os ônibus de Cuiabá

 

Outro lado 

A prefeitura de Cuiabá reiterou que as medidas seguem um decreto de situação de emergência. "São ações amargas, mas necessárias. Nenhuma medida foi adotada sem amparo", disse o Município.

 

Lembrou que adotou por conta da celeridade de propagação do coronavírus no Brasil. "Oportuno destacar que o Executivo não se furtará a tentar encontrar medidas alternativas", destacou a prefeitura. 

 

 

 

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Marcos - 21/03/2020

Caramba! Primeira vez que o prefeito toma uma decisão acertada, vem o mor é quer atrapalhar. Vão pra Itália membros do mpe que acompanham esse pensamento. Acho que não estão assistindo os jornais, só pode. Cobra o dinheiro do paletó. Kkkkkkkkkkk, essa parte ninguém fala.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 21/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,30 -1,46%

Algodão R$ 98,99 -0,94%

Boi a Vista R$ 130,25 0,32%

Soja Disponível R$ 75,20 -0,40%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.