Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 07/08/2020

Cidades - A | + A

OPERAÇÃO SÓ RIA 12.07.2020 | 10h59

Palhaços levam alegria a pacientes por chamada de vídeo

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

Uma dose de alegria no dia e muitas risadas fazem a diferença na recuperação de quem está internado em hospital. Há 10 anos Operação Só Ria leva diversão a pacientes da região, com palhaços coloridos e piadas que arrancam gargalhadas de crianças e adultos. Por causa da pandemia as visitas foram suspensas, no entanto, mesmo com a impossibilidade da presença física, os palhaços buscaram alternativa de continuar com o trabalho. A saída foi interagir com o público por meio de vídeo chamadas.


Leia também -Histórias de pessoas que venceram a covid-19 viralizam nas redes sociais

 

“A gente avisa o pessoal que vai fazer a visita com o dia e horário, aí eles liberam o wi fi para os visitantes. Cada palhaço adota um paciente e a gente faz a visita por vídeochamada. Não é a mesma coisa que pessoalmente, mas é uma alternativa de levar um pouco de alegria para quem está no hospital”, conta Aluísio Campos Carvalho Júnior, dentista e palhaço fundador do grupo.

 

Divulgação

Aluizio junior operacao so ria palhaco

 Aluisio Júnior, idealizador do projeto

O fundador conta que sempre foi uma pessoa extrovertida e uma amiga falou de um curso de palhaço em Belo Horizonte. Ele fez o curso em 2009 e passou a visitar hospitais de Cuiabá. A primeira participação foi no Natal daquele ano, na Santa Casa de Misericórdia.


“Foi muito legal e eu percebi que poderia fazer mais. Fundei o curso de palhaços, que são direcionados ao projeto nos hospitais. A cada ano são formados entre 50 e 60 pessoas”, conta o artista.


Os novos palhaços que quiserem entrar para o grupo passam por avaliação e depois são direcionados o para os hospitais. “É um trabalho que exige perseverança, dedicação e amor”, relata. O curso de palhaço social dura 2 meses.


Desde então, o projeto se expandiu e tem convênio para visitação nos hospitais Santa Casa de Misericórdia, Santa Helena, Santa Rosa, Hospital de Câncer, Hospital Universitário Júlio Muller, Hospital Municipal de Cuiabá e Hospital Metropolitano de Várzea Grande.

 

Reprodução

palhaços

 

Antes da pandemia, as apresentações eram feitas em regime de escala, de quinta-feira a domingo. Por conta do isolamento social e segurança dos pacientes nas unidades, as visitas virtuais ocorrem todas as quartas-feiras.


“Cada voluntário adota um paciente e liga para ele no dia marcado no hospital”, relata Aluísio Junior. A visita online é previamente combinada com o hospital, que fornece a lista de pacientes internados no dia para que os voluntários liguem.


De acordo com Aluísio, a inovação tem sido recebida com muita alegria. “Tem sido muito divertido. Eles ficam muito contentes, é uma novidade, uma surpresa. Às vezes passam o dia todo só assistindo TV aí aparece um palhaço”, relatou ao .


Além das visitas virtuais, os palhaços têm gravados vídeos que são distribuídos aos pacientes. As filmagens ficam disponíveis no youtube.


Esse mês, o grupo distribuiu máscaras com carinhas felizes aos pacientes, visitantes e servidores do Hospital de Câncer. Os produtos foram confeccionados com patrocínio obtido pelo grupo.


Para a manutenção das atividades, o Operação Só Ria tem mantenedores que fornecem doações mensais. No entando, toda ajuda é bem vinda e quem quizer apoiar o projeto pode entrar em contato pelas redes sociais.


Nessa década, o grupo cresceu não só no número de voluntários, há filiais em Lucas do Rio Verde e Ji- Paraná. Conheça mais sobre o projeto no Instaram @OperaçãoSoria.

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 07/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,25 0,50%

Algodão R$ 94,58 -0,47%

Boi a Vista R$ 129,70 -0,12%

Soja Disponível R$ 70,00 -0,71%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.