Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 28/10/2020

Cidades - A | + A

Pontes e Lacerda 09.03.2020 | 18h01

Polícia Federal confirma nova ocupação em garimpo ilegal

Facebook Print google plus
Eduarda Fernandes

eduarda@gazetadigital.com.br

A Polícia Federal confirma que há uma nova ocupação no garimpo ilegal em Pontes e Lacerda (448 km a Oeste de Cuiabá). As primeiras informações começaram a circular pela internet e, nesta segunda-feira (9), a PF informou ao que é verdadeira e que acompanha o caso de perto, por meio da delegacia de Cáceres e da  Delegacia Regional de Investigação e Combate ao Crime Organizado, localizada em Cuiabá. Não há informações de quantos garimpeiros estão na região da Serra do Caldeirão, como é conhecida a região onde o minério é extraído.

 

A região já foi alvo de diversas ocupações de garimpeiros, que se concentram nessa Serra em busca de ouro. A Polícia Civil do município revelou que recebeu denúncias de uma possível movimentação em uma área para exploração ilegal de minério localizada na Serra do Caldeirão e que contatou a Polícia Federal, instituição a quem cabe a investigação de exploração ilegal de minério.

 

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) esclarece que está fazendo levantamento da real situação do garimpo e enfatiza que o município não registrou nenhuma alteração quanto aos índices criminais.

 

Leia também - Mais de 1,3 mil garimpeiros somem na mata; força-tarefa prende 2

 

Uma das primeiras invasões na região ocorreu em setembro de 2015. Milhares de pessoas chegaram à cidade seduzidas pela possibilidade de encontrar ouro em grandes quantidades. Naquele ano, a Justiça Federal determinou duas vezes que a área fosse desocupada e isolada, pois a exploração de ouro estava sendo feita sem a autorização do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). A área foi desocupada numa ação integrada entre Força Nacional, Exército, PF, PRF e polícias Civil e Militar.

 

A serra voltou a ser invadida em julho de 2016 e cerca de 20 garimpeiros foram presos em operação da Polícia Militar. Em dezembro daquele mesmo ano, um grupo fortemente armado invadiu a área de garimpo e rendeu oito seguranças de uma empresa mineradora. A situação foi, mais uma vez, pacificada pelas forças do Estado. Foi então que pela quarta vez a Serra do Caldeirão foi invadida, em março de 2017. A desocupação ocorreu em maio daquele ano e mais de 1,3 mil homens fugiram pela mata.

 

O solicitou informações sobre a situação à PF, mas até o fechamento desta matéria não houve retorno.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com abertura do comércio, bares, igrejas e retomada de festas, você já retomou à rotina?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 28/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 61,60 0,16%

Algodão R$ 128,61 1,39%

Boi à vista R$ 247,18 0,00%

Soja Disponível R$ 165,00 0,92%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.