Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 02/04/2020

Cidades - A | + A

Deu em A Gazeta 06.12.2019 | 11h24

Polícia procura mãe e dois filhos desaparecidos há 11 dias

Facebook Print google plus

Reprodução/Montagem

Reprodução/Montagem

Falta de notícias de jovem e dos filhos de 2 e 3 anos de idade depois de pedir ajuda à família denunciando agressões do companheiro mobiliza a Polícia Civil em Cuiabá. Brena Lorrayne de Lima Baldez, 18, falou pela última vez com a mãe, que mora no interior do Estado, no dia 25 de novembro. Ligou chorando falando que o companheiro Alessandro Valcacer, 38, a estava agredindo. Estava desesperada, mas em seguida, teve o telefone arrancado das mãos dela e possivelmente quebrado. Desde então a família deixou de ter notícias da jovem e dos filhos Ana Clara de Lima Oliveira, 3, e Arthur Alves de Lima Oliveira, 2.

 

Segundo uma tia avó de Brena, ela deixou a região de Diamantino (208 km a médio-norte), há dois anos, para vir morar com Alessandro em Cuiabá, contrariando toda a família. Outra preocupação é que Brena, criada no interior, é totalmente dependente do marido e não sabia se locomover pela cidade. Todos os números telefônicos que ela usava para falar com a mãe, não atendem depois do pedido de socorro.

 

Para agravar a situação, a família não sabe o endereço em que ela vivia com os filhos. A família é muito humilde e o avô, que estava trabalhando em Rondonópolis, em uma obra e se preparava para vir à Cuiabá procurar a neta e bisnetos, sofreu um acidente de trabalho e morreu recentemente. A mãe, que é portadora de deficiência, possui outros 3 filhos, com idades de 13, 9 e um ano de idade e não tem recursos para vir até Cuiabá para agilizar as buscas. Pediu apenas que a tia fizesse o registro do desaparecimento, pois a família não possui condições financeiras de realizar as buscas por notícias.

 

O registro policial foi feito na terça-feira (3), junto à Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM), na expectativa da família obter informações sobre o paradeiro de Brena e das crianças. A tia assegura que apesar da distância, ela todos os dias mandava mensagens para a mãe, para deixar a família tranquila. Desde então nunca mais ligou e nem se manifestou nas redes sociais, o que aumenta ainda mais a preocupação, já eu Alessandro também não possui família em Cuiabá, mas sim no estado do Acre. As duas crianças, são filhas de relacionamentos anteriores de Brena.

 

Na quinta-feira (5) o registro foi encaminhado para o Núcleo de Pessoas Desaparecidas (NPD), que também iniciou diligências para saber o paradeiro da jovem e dos 2 filhos menores. Qualquer informação pode ser passada para o disque-denúncia da Polícia Civil pelo 197 ou pelos telefones (65) 3901-4823/4825 ou pelo (65) 99982-7766 (whatsapp).

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Levando-se em consideração as condições sanitárias do país, você optaria por:

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 02/04/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,25 1,32%

Algodão R$ 93,98 -1,97%

Boi a Vista R$ 134,00 0,19%

Soja Disponível R$ 75,25 -0,66%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.