Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 12/12/2019

Cidades - A | + A

investimentos 11.11.2019 | 10h40

Prefeita de VG promete reforma total do Pronto-Socorro até 2020

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (DEM), anunciou que a reforma total do Pronto-Socorro do município será entregue ainda no primeiro semestre de 2020.

 

Maior hospital público de Várzea Grande, o Pronto-Socorro atende muita demanda do interior. Segundo a Prefeitura, de 45% a 55% dos pacientes atendidos são de outras cidades, estados e mesmo da Bolívia.

 

“Em 2015, quando assumimos a administração de Várzea Grande, o Pronto-Socorro era a única unidade a funcionar 24 horas por dia e estava em condições precárias, o que passou a exigir pesados investimentos e reformas constantes, o que aconteceu, mesmo não fechando em nenhum momento”, enfatiza a prefeita.

 

Leia também - Doença Falciforme é o segundo maior problema de saúde pública do mundo, afirma especialista

 

Essa ampliação das unidades de saúde inclui as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do Ipase e do Cristo Rei. “Essas inaugurações, somadas a outras unidades de saúde de Atenção Básica e à reforma, melhoria e ampliação das antigas Policlínicas, hoje Clínicas de Saúde Médica, permitiu que o SUS em Várzea Grande funcionasse de forma mais eficiente ampliando a cobertura de saúde pública”, comemorou o secretário municipal de Saúde, Diógenes Marcondes.

 

Após a conclusão da reforma, o Pronto-Socorro passará a ter 170 leitos de enfermaria, 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e centro cirúrgico com 5 salas, sendo duas para partos.

 

Aumento de investimentos
Para atingir esse nível de prestação de serviços, foi necessário aumentar os investimentos na saúde municipal. De janeiro a agosto deste ano, foram R$ 163 milhões na pasta.

 

"Nossa expectativa é de que em 2019 as receitas aplicadas no setor estejam entre 20% e 26%, quando a Legislação determina um investimento de no mínimo 15%, demonstrando o compromisso que a prefeitura tem com a saúde pública e com o atendimento ofertado à população", enfatizou o secretário.

 

Apesar dos avanços, Marcondes admite que a demanda é alta e crescente, o que torna mais complexo melhorar o atendimento. "No SUS a demanda sempre será maior que oferta. O que fazemos diariamente, e dentro de um planejamento estratégico de longo alcance também, é se aproximar ao máximo de um ponto de equilíbrio, o que não é fácil". (Com informações da assessoria)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Sobre projeto de lei que prevê prisão para quem deixar de vacinar criança ou adolescente

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 12/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,65 -0,76%

Algodão R$ 93,94 -0,51%

Boi a Vista R$ 130,00 -0,54%

Soja Disponível R$ 61,40 -1,29%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.