Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 10/07/2020

Cidades - A | + A

Chapada dos Guimarães 07.05.2020 | 15h48

Prefeitura interdita praça e muda horário do comércio

Facebook Print google plus
Eduarda Fernandes

eduarda@gazetadigital.com.br

Chico Ferreira

Chico Ferreira

A Prefeitura de Chapada dos Guimarães anunciou, nesta quinta-feira (7), um novo decreto que determina a interdição com grades da praça Dom Wunibaldo, um dos principais ponto de aglomeração de turistas na cidade. Os estabelecimentos do entorno da praça só poderão funcionar pelo sistema delivery ou retirada no local, quintas e sextas das 17h às 22h, e sábados, domingos e feriados das 14h às 22h. O horário do comércio também será alterado. As novas regras já estão em vigor.

 

A prefeita de Chapada dos Guimarães, Thelma de Oliveira (PSDB), em vídeo gravado na manhã desta quinta, afirma que surgiram mais dois casos de coronavírus na cidade. Porém, o último boletim da Secretaria de Estado de Saúde, divulgado na quarta-feira (6), registrava duas pessoas testadas positivamente para a covid-19. 

 

De acordo com o novo decreto, as atividades econômicas do comércio varejista, atacadista em geral e outros poderão dar continuidade as suas atividades, observado o horário de funcionamento das 10h às 16h, de segunda a sábado, vedado o funcionamento em feriados e domingos. Supermercados, mercados, mercearias, padarias, açougues, peixarias e similares poderão atender de segunda a sábado das 6h30 às 20h, e domingo e feriados das 6h30h às 13h.

 

Leia também - UFMT suspende atividades por tempo indeterminado

 

As distribuidoras de bebidas estão autorizadas a abrir de segunda a sábados das 9h às 22h, e nos domingo e feriados das 9h às 13h, vedada a colocação de mesas no interior ou exterior do referido estabelecimento. Bares, lanchonetes, restaurantes, churrasco grego, venda de espetinhos, lanches (estabelecimentos que possuem área interna) e todos os congêneres deverão obedecer às seguintes normas: ter espaço entre mesas de 1,5m, com demarcação no chão; mesas somente na área interna do estabelecimento, com no máximo 4 pessoas por mesas e nenhuma em pé próxima. Estes poderão funcionar até as 22h, mas as contas dos clientes terão que ser fechadas a partir das 21h30.

 

Salões de beleza, barbearia, centro de estética e congêneres podem funcionar de segunda a sábado das 8h às 20h. Não podem abrir aos domingos e feriados os escritórios imobiliários, jurídicos, associações, contábeis, de projetos e agência turística, bem como lojas agropecuárias e clínicas veterinárias.

 

Permanecem proibidos o exercício da atividade de exposições em geral, tais como: bailes, festas comunitárias, bingos, sessões de cinemas, festas em casas noturnas, festas privadas, boates, casa de festas e demais atividades e eventos, de qualquer natureza, inclusive, esportivos e culturais, que ocasionem aglomeração de pessoas.

 

A decisão foi tomada pelo Comitê de Enfrentamento ao covid-19 que, diante dos últimos dois casos confirmados de coronavírus, estabeleceu planos de realinhamento estratégico das medidas para continuidade de funcionamento das atividades econômicas no município.

 

A prefeitura atribui os casos ao aumento significativo de visitantes em Chapada nos últimos finais de semana. "Iremos também restringir o horário de funcionamento do comércio. Nós vamos também não permitir o funcionamento da balsa nos finais de semana porque tudo isso está propiciando a aglomeração de pessoas que não estão usando máscara que não estão fazendo todo aquele processo preventivo que nós exigimos" disse a prefeita Thelma de Oliveira (PSDB), em vídeo publicado nas redes sociais da prefeitura.

 

Thelma pede também que bares e restaurantes assumam a responsabilidade com seus funcionários e clientes, pois vem sentindo um relaxamento nas medidas de isolamento social. "Todas as nossas tentativas em decretos anteriores foram exatamente no sentido de fazer uma prevenção com relação à saúde, unindo também com a preocupação econômica que nós temos com nosso município. Infelizmente, nós não conseguimos o sucesso que nós gostaríamos. Por isso, nós editamos um novo decreto exatamente que a gente possa ter aquilo que nós desejamos, que é proteger a nossa cidade do coronavírus", explica a prefeita.

 

Regras sanitárias

Qualquer estabelecimento comercial que esteja autorizado a funcionar deverá afixar material com as orientações para prevenção ao contágio do covid-19 em locais visíveis aos clientes, como balcões de atendimento, caixas, portas de acesso ao estabelecimento e sanitários. Também deverão dispor de pia para lavagem de mãos para clientes, com sabão líquido, papel toalha e lixeira.

 

Além disso, os estabelecimentos terão que fornecer álcool gel a 70% para clientes e promover a orientação de colaboradores para evitar falar excessivamente, rir, tossir, espirrar, bocejar, tocar nos olhos, nariz e boca durante atendimento, bem como intensificar a higienização das mãos com água e sabão, principalmente antes e depois de manipularem alimentos, usarem banheiro, se tocarem o rosto, nariz, olhos e boca e sempre que necessário, afixando cartazes sobre a correta higienização de mãos para os funcionários.

 

Comerciantes deverão manter as áreas de convivência de funcionários ventiladas; evitar contato físico com clientes e outros funcionários; lavar com água e sabão os utensílios do serviço, como espátulas, pegadores, conchas e similares, a cada 30 minutos, higienizando-os completamente, inclusive os cabos; e não disponibilizar alimentos e bebidas para degustação.

 

O decreto determina também balcões, bancadas, esteiras, caixas registradoras, calculadoras, máquinas de cartão, carrinhos de compra, telefones fixos/móveis e outros itens de uso comum devem ser higienizados com álcool 70% ou diluição de hipoclorito de sódio a 2%, em intervalos mínimos de 30 minutos.

 

As padarias e supermercados que disponham de auto-serviço de pães e similares deverão suspender este serviço, disponibilizando funcionário para atendimento ou oferecer os alimentos já embalados. Filas nos balcões de caixa devem ser organizadas de modo a manter distância mínima de segurança de 1,5 metro entre os clientes, com demarcações no piso. Em caso de utilização de máquinas eletrônicas de pagamento via cartão de débito ou crédito, a superfície da mesma deverá ser higienizada após cada uso.

 

A prefeitura recomenda, ainda, a diminuição do uso do ar condicionado para climatização dos ambientes fechados, e veda o uso de provadores de roupas nos estabelecimentos comerciais. Em caso da formação de filas externas, o estabelecimento precisa garantir a distância mínima de 1,5 entre as pessoas.

 

Em caso de sintomas

Os funcionários que apresentarem febre e/ou sintomas respiratórios (tosse seca, dor de garganta, mialgia, cefaleia e prostração, dificuldade para respirar e batimento das asas nasais) deverão ser afastados do trabalho. Os proprietários e funcionários deverão, no ato de chegada ao estabelecimento comercial, firmar declaração por escrito que não possui e não convive com nenhuma pessoa com sintomas (tosse seca, dor de garganta, mialgia, cefaleia e prostração, dificuldade para respirar e batimento das asas nasais) ou confirmação do covid-19.

 

Uso de máscara e grupo de risco

Deverá ser exigido o uso de máscaras faciais por seus funcionários, colaboradores e clientes para acesso às suas dependências, bem como realização de controle de acesso ao público, permitindo a entrada de no máximo uma pessoa a cada 10m² de área disponível para exposição de produtos. Obrigatoriamente os proprietários dos estabelecimentos deverão comunicar a prefeitura e afixar em frente ao estabelecimento documento informando a dimensão do espaço de circulação do cliente e a capacidade de lotação.

 

Ainda conforme o decreto, deverá ser estabelecido plano especial de atendimento para os usuários componentes do grupo de risco da covid-19, a exemplo de idosos, gestantes e cardiopatas.

 

Atividades religiosas

As igrejas, templos e similares deverão realizar suas atividades até as 20h e cada atividade deverá ser realizada com 50% da capacidade máxima de lotação e com as devidas medidas sanitárias.

Vídeo

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Governo federal está liberando R$ 1.045 do FGTS por trabalhador para movimentar a economia. O que você fará com o benefício?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 10/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 17,30 0,29%

Algodão R$ 95,80 -0,50%

Boi a Vista R$ 130,00 -1,02%

Soja Disponível R$ 69,80 0,43%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.