Publicidade

Cuiabá, Domingo 08/12/2019

Cidades - A | + A

MUITA FUMAÇA 21.03.2019 | 14h55

Princípio de incêndio assusta operários de obra em prédio

Facebook Print google plus

Bombeiros

Bombeiros

Funcionários do Edifício Royal President, em construção na avenida Presidente Marques,  Cuiabá, levaram um susto na tarde desta quinta-feira (21). Trabalhadores flagraram princípio de incêndio gerado na parte elétrica da obra.

 

Leia também - Funcionários de limpeza paralisam serviço em UPA e unidade fica suja

 

Apesar de não ter havido chamas, constatou-se muita fumaça, conforme o Corpo de Bombeiros. Equipe dos profissionais fizeram a evacuação dos funcionários, pedindo o desligamento da energia do prédio.

 

O princípio do incêndio aconteceu no 7º andar do edifício quando os fios entraram em combustão.


Viaturas e a escada Magirus foram acionadas, mas não houve atuação. Alguns funcionários passaram mal, porém não houve feridos. 

 

A empresa se posiciou sobre o príncipio de incêndio. Leia nota de esclarecimento abaixo:

 

A SPE Presidente Marques Ltda, responsável pelo empreendimento Royal President, esclarece o incidente ocorrido no empreendimento em Cuiabá.

 

A fumaça constatada, na tarde desta quinta-feira (21), não apresentou nenhum risco à obra e aos operários. De acordo com a equipe técnica do empreendimento, por volta das 13 horas, foi verificado um volume de fumaça no 6º andar do prédio. O motivo foi um aquecimento na fiação da INSTALAÇÃO PROVISÓRIA de energia. A instalação é utilizada na obra para que os operários possam utilizar equipamentos elétricos, sendo a furadeira a mais empregada, além de demais equipamentos que necessitam de energia.

 

A construtora esclarece que as instalações provisórias estão em processo de remoção para a entrega dos apartamentos aos proprietários, diante da conclusão da obra; e, ressalta ainda, que todo o protocolo de segurança foi rapidamente empregado, entre eles, o acionamento do Corpo de Bombeiros, que ao chegar ao local, confirmou que não haviam chamas, devido à lenta combustão dos materiais. Neste sentido, o Corpo de Bombeiros, não precisou empregar de seus aparatos contra incêndio, uma vez que não houve tal ocorrência no prédio e pelo fato de que os operários diante da baixa combustão conseguiram conter o aquecimento da fiação provisória. Sendo assim, a presença da instituição foi apenas uma medida preventiva para atestar a segurança do local e a integridade física dos operários.

 

Ainda de acordo com a equipe técnica da construtora não há riscos de incêndios nas instalações elétricas definitivas, até porque elas não foram atingidas e não estão energizadas. Esclarece também que os funcionários do canteiro de obras não precisaram de atendimento médico, nem tampouco passaram mal diante do ocorrido.

A empresa reforça que a obra permanece intacta e que adota todos os rigorosos procedimentos para a segurança do sistema construtivo da obra, bem como a segurança dos operários.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

O aumento do preço da carne mudou seus hábitos alimentares?

Parcial

Edição digital

Domingo, 08/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,65 -0,25%

Algodão R$ 89,86 0,38%

Boi a Vista R$ 137,00 0,74%

Soja Disponível R$ 66,25 0,38%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.