Publicidade

Cuiabá, Sábado 28/03/2020

Cidades - A | + A

09.12.2015 | 16h23

Remédios vencidos teriam sido armação, diz secretário

Facebook Print google plus

O secretário de Saúde de Várzea Grande, Cassius Clay, disse nesta quarta-feira (9) que não teve acesso ao relatório que aponta as irregularidades do Pronto-Socorro Municipal, denunciadas pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) e que o suposto remédio vencido não faz parte da lista de medicamentos licitados pela prefeitura.

Ele afirma que as fotos das duas ampolas do medicamento vencido na unidade chegou ao seu conhecimento através de uma mensagem de WhatsApp e pela imprensa. Ele aguarda o encaminhamento do relatório do CRM para confirmar o nome no remédio.

“Caso o documento enviado pelo CRM apresente as ampolas do medicamento Seloken,  com o prazo de validade vencida, vamos apurar quem colocou este remédio lá, visto que ele não faz parte de nosso quadro de medicamentos e abriremos procedimento para encontrar o responsável”.

Cassius desconfia de uma armação política visto que o ex-prefeito do município Walace Guimarães (PMDB) atua como médico na mesma unidade de saúde em que foram encontrados as ampolas vencidas.

Quanto às baratas encontradas, o secretário informou que ele mesmo acompanhou parte da vistoria do conselho e enquanto estava presente nem mesmo sua equipe. "Desafio o presidente do CRM a dizer que nossa gestão é pior que a anterior?". 

Atualmente o quadro de médico do Pronto-Socorro é composta por 146 profissionais entre concursados e contratados que segundo a administração da unidade são suficientes para atender a demanda diária que varia entre 700 a 900 atendimentos.

Diante da situação encontrada o CRM concedeu um prazo de 60 para a gestão municipal regularize a situação, caso contrário a entidade entrará com o pedido de interdição ética, onde o médico não pode trabalhar em local que não oferece segurança ao paciente para durante o tratamento.

Reforma do PSVG 

O Pronto-Socorro está passando por uma reforma na estrutura,. A primeira unidade bloco A, que atende pacientes de cirurgia geral e ortopedia, deve ser finalizada até o fim de dezembro de 2015 e o restante da unidade deve ficar pronta até o mês de maio de 2016. 

Além da reforma, foram adquiridos 11 ventiladores mecânicos, arco cirúrgico, uma ambulância, 25 camas , colchões e suportes para soro como parte do pacote de medida de melhoria da saúde na cidade industrial. 

Veja vídeo 

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Em relação às medidas adotadas pelas autoridades contra o coronavírus, você considera que:

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 27/03/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,05 0,92%

Algodão R$ 97,12 0,17%

Boi a Vista R$ 135,83 0,00%

Soja Disponível R$ 69,00 -0,43%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.