Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 13/08/2020

Cidades - A | + A

OPORTUNIDADE 11.06.2020 | 15h33

'Samu do Celular' vai até o cliente e é atração por onde passa

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

Diante da dificuldade do comércio em consequência do isolamento social imposto pela pandemia de covid-19, o empresário Julio Carvalho identificou uma grande oportunidade para aumentar sua clientela e alavancar a renda. Ele criou o "Samu do Celular", que vai até a casa do cliente e conserta o aparelho no local.


Leia também -Live da Apae em MT arrecada R$ 54 mil para pagar funcionários

 

Júlio Carvalho conta que comprou a Kombi 1996 com o objetivo de transformá-la em uma casa sobre rodas. Queria fazer dela um motorhome para poder viajar com a família. Com esse pensamento, ele começou a restaurar o veículo e colocar móveis.


“Quando eu era pequeno, minha família alugou um motohome e a gente viajou para o nordeste. Foi muito legal e eu queria repetir isso. Comprei a Kombi muito danificada. Paguei R$ 8 mil nela e gastei uns R$ 12 para restaurar”, conta.

 

Divulgação

samu do celular

 

Paralelo a ideia do motorhome, Carvalho tinha um projeto para uma assistência técnica móvel. Mas o empreendimento só saiu do papel há dois meses, quando a pandemia chegou ao estado. Antes dos decretos que fechavam o comércio, o empreendedor atendia lojistas que precisavam consertar celulares.


“Ainda faltava coisas a fazer nela. Acho que iria demorar mais meio ano para ficar pronta. Mas decidi terminar rápido, porque imaginei que muita gente iria precisar do serviço por causa do isolamento”, relata.


A ideia deu certo e desde que passou a anunciar o serviço nas redes sociais os chamados são constantes. Para ganhar tempo, Carvalho já marca na véspera os clientes que irá visitar no dia seguinte. Como o processo de conserto pode demorar, ele agenda em média 4 atendimentos no dia.


Quando o "Samu" começou a rodar não havia nenhum serviço móvel na cidade e o veículo temático se tornou uma atração por onde passa. As pessoas elogiam, tiram foto e as crianças ficam animadas para entrar e conhecer a Kombi.


“Em toda casa que paro para consertar o celular, a vizinhança se reúne para ver a Kombi. As crianças querem conhecer, entrar tirar foto, perguntam se arruma de graça porque é Samu”, relata o empresário.


Uma história inusitada vivida por Júlio Carvalho foi quando ele recebeu um chamado de uma pessoa que o confundiu com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).


“Um senhora me ligou e perguntou se era do Samu. Eu disse que sim e ela me falou que estava passando mal. Ai eu expliquei que não era o Samu de atendimento médico, que eu consertava celular”, conta.


A inspiração no Samu foi levada tão a sério que o contato leva o número 192, correspondente ao Serviço de Atendimento original. “Passei em todas as operadoras em busca de uma que tivesse alguma com final 192”.


O "Samu do Celular" atende pelo número 65 98135-0192.

 

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Toda a polêmica envolvendo a morte da adolescente é por dúvida se o tiro foi acidental?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 13/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,00 1,69%

Algodão R$ 89,57 -0,32%

Boi a Vista R$ 134,00 -0,47%

Soja Disponível R$ 68,70 -1,29%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.