Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 20/09/2019

Cidades - A | + A

dia dos pais 11.08.2019 | 07h08

Solteiro, pai tem a guarda do filho e se dedica à sua criação

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

O radialista Abraão de Arruda Ribeiro, 33, quer ser lembrado como um bom pai. Há pelo menos 4 anos, quando separou de sua ex-companheira, ele tem aos seus cuidados o pequeno Abrahim Alves de Arruda Ribeiro, 6.

 

Leia também - Seguranças da UFMT fecham guaritas em protesto por salários

 

"Eu sempre falo que na lápide do meu túmulo eu não quero que esteja escrito que eu fui um bom profissional, bom não sei o que, bom radialista, nada. Eu só quero que esteja escrito que fui um bom pai, o resto não tem tanta importância", afirmou.

 

Luiz Leite

Pai solo

 

Abraão faz parte de uma pequena parcela de pais que criam os filhos sozinhos. Culturalmente, a guarda da criança tende a ficar com a mãe. No caso desta família, pelo forte vínculo entre pai e filho, tanto a Justiça quanto a própria mãe decidiram que era o mais adequado que Abrahim morasse com o pai. 

 

Desde a barriga, Abraão explicou, o filho já demonstrava entusiasmo ao ouvir a voz do pai. Foi ele o responsável por dar o primeiro banho, trocar a primeira fralda, pelos cuidados com o cordão umbilical e com a moleira do recém-nascido. 

 

Tanto que, quando se separou de sua ex-companheira, um acordo não formal determinou que Abrahim seria de responsabilidade de Abraão. Depois de 8 meses, contudo,  a mãe voltou atrás e decidiu que gostaria de dividir a guarda. 

 

"Um belo dia nós brigamos , ela veio até minha casa, pegou ele e disse que não ia mais devolver. Aí eu entrei na Justiça e o juiz me deu a guarda provisória dele. Eu acho que demorou umas três semanas. Na audiência ela demonstrou interesse, eu bati duro em cima e falei que iria ficar com ele também", disse.

 

Na audiência, em comum acordo, foi determinado que o fim de semana da criança seria compartilhado. A mãe buscaria Abrahim nos finais de semana e nos outros dias o filho ficaria com o pai. O acordo, no entanto, foi cumprido por apenas um mês. Depois disso, a mãe nunca apareceu para buscar o pequeno. 

 

Luiz Leite

Pai solo

 

Isto nunca foi problema para Abraão, nem para Abrahim. O vínculo  entre os dois pode ser percebido pelo afeto trocado no cotidiano e pelos cuidados do pai pelo filho. Os dois vivem em uma casa acoplada à casa da avó paterna, que também ajuda na criação do menino. 

 

"É a minha mãe quem busca ele na escola, ela mora na casa dos fundos. Ela é minha retaguarda e me ajuda em tudo. Sem ela seria muito difícil criar essa criança sozinho. Eu trabalho e quando volto lá pelas 17h, 18h pego ele e ele fica comigo. Quando não está comigo está com ela", disse.   

 

Além da avó e do pai, Abrahim vive com a tartaruga Jurema, o 'salsichinha' Mulato e a cadelinha Pipoca. No quintal de sua casa, encontra espaço para suas aventuras de criança serelepe que tem disposição para descobrir o mundo. 

 

"Esse menino é o xodó. No sítio do meu padrasto ele tem cavalo, tem boi, tem bezerro que ele não deixa vender. Lá no sítio ele já matou duas cobras no pé, pisando na cabeça. Ele caça aranha, caça tudo. Final de semana ele vai pro sítio com a avó, depois comido. Ele é cigano".  

 

Luiz Leite

Pai solo

 

Abraão considera que ter um filho foi uma experiência de muita responsabilidade. Aos 26 anos, ele que apenas namorava com a ex-companheira decidiu que deveria morar junto e casar durante a gestação. Foi então que construiu uma casa na lateral da casa da mãe. Mesmo sem o casamento dar certo, ele afirma que ter um filho é uma experiência única.

 

"Eu sou muito abençoado. Eu tive muita sorte porque criar uma criança não é fácil. Desde pequeno ele sempre se mostrou muito independente, nunca deu muito trabalho. Não é mimado, não é chorão. Eu sempre converso nas rodas de amigos que o pai que abandona seu filho ele não sabe o tesouro que está perdendo. É um plantio. Se você planta bem, você colhe bem", finalizou.

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre um possível racionamento de água nessa época de seca?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 20/09/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 26,20 0,96%

Algodão R$ 93,42 0,54%

Boi a Vista R$ 136,50 -1,80%

Soja Disponível R$ 64,90 -1,14%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.