Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 06/12/2019

Cidades - A | + A

Tortura e morte 04.04.2019 | 09h50

Tenente avança no processo de promoção e aguarda avaliação física

Facebook Print google plus
Andréia Fontes, editora de A Gazeta

redacao@gazetadigital.com.br

Divulgação

Divulgação

Corpo de Bombeiros ainda não divulgou qual a data que será realizado o teste de aptidão física para os bombeiros militares que buscam promoção neste primeiro semestre de 2019. Vão para esta fase aqueles considerados aptos de acordo com o estado de saúde.

 

Entre os concorrentes está a tenente Izadora Ledur, acusada de tortura que resultou na morte do aluno do Rodrigo Claro. Ela foi considerada apta na avaliação de saúde, realizada no dia 19 do mês passado. A avaliação estava prevista para o dia 28 de março, mas foi antecipada a pedido da própria tenente. 

 

Para concorrer à promoção os bombeiros precisam atender vários critérios. O primeiro é ter interstício (tempo) mínimo previsto no posto ou graduação, caso da tenente Ledur. Precisa estar no mínimo no conceito disciplinar "bom" e ser considerado possuidor de conceito moral. É necessário ser considerado apto em inspeção de saúde. 

 

Agora vem a fase da Avaliação de Desempenho Físico ou Teste de Aptidão Física, no qual o requerente precisa ser considerado apto. Ainda são exigidos conceito profissional satisfatório. 

 

Após a morte de Rodrigo Claro, Ledur tentou pelo menos duas vezes a promoção, mesmo afastada da Corporação com atestados médicos. Nas ocasiões anteriores, o nome dela foi retirado da lista daqueles que têm o direito à promoção. Desta vez ela já conseguiu avançar. 

 

Leia também - Sandro Louco pede anulação de julgamento de crime no CV

 

Ledur ficou mais de 2 anos de licença médica, apresentado atestados de saúde. O primeiro foi logo após a morte de Rodrigo Claro. Voltou para a corporação recentemente, mas em trabalhos administrativos. 

 

Ação criminal

 

No dia 16 deste mês, está marcado o depoimento da acusada de tortura seguida de morte na 11ª Vara Criminal Militar de Cuiabá. A defesa da tenente já entrou com diversos recursos para tentar anular as investigações, o processo e por último adiar o depoimento da ré. Todos foram negados.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

cidão - 11/04/2019

essa mulher deveria ser processada pois enganou dizendo que estava doente agora vai ser promovida isso é uma vergonha para o nosso pais.

cidão - 11/04/2019

se fosse filho de gente grande as coisas seriam diferente,mais filho pobre é sempre esquecido, eu estive no exercito e lá não acontece isso mais,bombeiro é só ma força auxiliar?

joana - 04/04/2019

VERGONHA

3 comentários

1 de 1

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Qual palavra define melhor o ano de 2019 no Brasil?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 06/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,45 0,54%

Algodão R$ 91,93 -0,12%

Boi a Vista R$ 130,84 0,21%

Soja Disponível R$ 65,20 -0,31%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.