Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 27/05/2020

Cidades - A | + A

Deu em A Gazeta 17.05.2020 | 08h38

Trânsito de MT é o 8º do Brasil em mortes

Facebook Print google plus
Redação de A Gazeta

redacao@gazetadigital.com.br

Luciano Prado / Especial GD

Luciano Prado / Especial GD

Mato Grosso é o 8º estado do país onde o trânsito mata mais que crimes violentos. Enquanto na Grande Cuiabá, entre janeiro e abril, homicídios fizeram 48 vítimas, no mesmo período, 64 pessoas morreram em acidentes de trânsito nas cidades de Cuiabá e Várzea Grande. São 33% mais mortes. Em Cuiabá, o trânsito matou 50% mais este ano e, em Várzea Grande, fez 180% mais vítimas fatais. Outro dado alarmante é que o número de prisões de condutores de veículo sob efeito de álcool aumentou 117% na Capital e 113% em Várzea Grande no período de isolamento social em decorrência da coronavírus (covid19). O comparativo foi feito entre os dias 20 de março e 10 de maio de 2020 com o mesmo período do ano passado.

 

Em maio foi dado início à campanha “Maio Amarelo” em que, anualmente, o Sistema Nacional de Trânsito (SNT) elabora um conjunto de diretrizes para nortear ações que reduzam o número de mortes e conscientizem condutores em todo país.

O delegado Christian Alessandro Cabral, titular da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran), diz que, infelizmente, observa com perplexidade que parte da humanidade perdeu a capacidade de conviver em família. Uma parcela bastante significativa dos seres humanos está descarregando ansiedade, frustrações e o estresse deste momento de pandemia pela coronavírus contra mulheres e filhos. Outra parcela usa a bebida alcoólica para esta função. O resultado é o aumento significativo da violência doméstica, bem como o agravamento da violência no trânsito. Neste último, afirma Cabral, grande número de pessoas tem ingerido bebidas alcoólicas e desrespeitado as medidas de isolamento.

 

“Estão tocando suas vidas normalmente e conduzindo o veículo sob influência de bebida alcoólica, provocando acidentes e mortes. Esta é a triste realidade”. Levantamento que compara as indenizações por morte pagas pelo Seguro DPVAT e números da Secretaria Nacional de Segurança Pública colocam Mato Grosso como 8º entre os 10 estados brasileiros em que o trânsito mata mais do que os crimes de homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte juntos.

 

Estudo divulgado pela Seguradora Líder mostrou que, em 2019, foram pagos 1.233 sinistros por acidentes fatais no trânsito quando ocorreram 865 óbitos por crimes violentos em Mato Grosso. Do total de indenizações pagas por morte, cerca de 52% (637) resultaram de acidentes envolvendo motocicletas. Já a faixa etária mais atingida foi a que compreende de 45 a 64 anos, correspondendo a 28% dos casos (341).

 

Confira reportagem completa na edição do Jornal A Gazeta

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 27/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,00 -0,86%

Algodão R$ 94,10 0,57%

Boi a Vista R$ 136,50 0,00%

Soja Disponível R$ 65,30 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.