Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 10/07/2020

Cidades - A | + A

negligência 30.04.2020 | 07h18

Vídeo mostra animais abandonados que comeram cão morto em meio a lixo

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Voluntários do projeto Luta e União de Amigos para Animais em Risco (Lunaar) resgataram na terça-feira (29) 16 animais que viviam situação de negligência, em uma casa no bairro Coxipó, em Cuiabá.


Após denúncia, os protetores encontraram 14 cachorros e dois gatos convivendo com fezes, lixo e o corpo de um cão morto, que provavelmente os animais estavam se alimentando.


De acordo com a voluntária Fernanda Petrilli, o projeto recebeu denúncia de vizinhos, que sentiram um mau cheiro vindo da residência. Junto com duas vizinhas, 6 protetores entraram no local e ficaram chocados com a situação.

 

Leia também - Pais de Lucas do Rio Verde são contra retorno às aulas


Assustados, os animais apresentavam pulgas e vermes. Dos 14 cachorros encontrados, havia uma fêmea com uma ninhada de 4 filhotes. A cadela estava debilitada. Além disso, foi encontrado um cachorro morto, sem uma perna. Os animais podem ter se alimentado do cadáver para sobreviver.


“Uma situação complicada. Uma casa suja, sem alimentação. Quando chegamos, tinha um animal morto, sem uma perna. Os outros estavam comendo ele para sobreviver e eles muito amedrontados. A casa muito suja, com fezes e nem sinal de comida ou água”, descreve.

 

 

Ainda segundo Petrilli, eles entraram em contato com a proprietária da casa. Mesmo com móveis e a televisão conectada na tomada, não há informações se a mulher realmente morava no local.


No entanto, o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) foi acionado, uma vez que a moradora também precisa de acolhimento, por estar em uma situação de vulnerabilidade. “Entramos em contato com a assistência social para fazer uma visita, e para que isso não se repita, porque ela também teve os direitos básicos de vida violados”, relata.


Resgatados, os animais foram encaminhados para um centro veterinário, onde passaram por exames. Eles serão castrados, vermífugados e entregues para adoção responsável em seguida.


O projeto
O projeto Lunaar surgiu em 2017 pela união de protetores da causa animal para realização de ações de amparo às centenas de animais abandonados em situação precária de Cuiabá, principalmente os gatos, que eram encontrados em maior quantidade nas ruas, ONGs e também maiores casos de maus tratos. Em pouco tempo o projeto ganhou corpo, socorrendo e disponibilizando para adoção centenas animais por toda Cuiabá e até mesmo em cidades do interior do Mato Grosso.

 

Ajuda
O projeto precisa de doação de rações, especialmente para filhotes. Materiais de construção também são bem-vindos, porque os animais precisam de um local para ficar enquanto são medicados e aguardar adoção.


Quem quiser colaborar pode doar qualquer quantia em dinheiro nas seguintes contas:

 

Banco do Brasil
Susielene R. Monteiro Camargo Barbosa
Ag 1216-5
CC 208691-3
CPF: 854.753.271-49

 

Banco Bradesco
Susielene R. Monteiro Camargo Barbosa
Ag 417
Cc 126874-0
CPF: 854.753.271-49

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Governo federal está liberando R$ 1.045 do FGTS por trabalhador para movimentar a economia. O que você fará com o benefício?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 10/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,30 -0,52%

Algodão R$ 90,36 -0,04%

Boi a Vista R$ 133,15 -0,05%

Soja Disponível R$ 64,90 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.