Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 01/04/2020

Economia - A | + A

informalidade 03.02.2020 | 09h34

Em 2019, 950 mil pessoas decidiram trabalhar por conta própria no país

Facebook Print google plus

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

A Pnad Contínua divulgada nesta sexta-feira (31) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostra que aumentou em 4,1% o número de trabalhadores por conta própria em relação a 2018. São agora 24,2 milhões de pessoas nessa situação, o maior nível já registrado pelo índice, apurado desde 2012.

 

Só em 2019, 958 mil pessoas decidiram trabalhar por conta própria. O mais preocupante no dado é o fato de que, dos 24,2 milhões nessa situação no total, 19,3 milhões não têm CNPJ (registro da empresa) e ajudam a engordar os altos números de informais no Brasil.

 

Leia também - Recuperação de FGTS não recolhido bate recorde em 2019

 

A informalidade – que considera trabalhadores e, domésticos sem carteira, empregador sem CNPJ, conta própria sem CNPJ e empregado familiar auxiliar – atingiu 41,1% da população economicamente ativa, o equivalente a 38,4 milhões de pessoas, o maior contingente desde 2016.

 

Essas pessoas, ainda que não sejam formais, foram essenciais para elevar a criação de 1,8 milhão de vagas em 2019. Houve também uma melhora na quantidade de trabalhadores com carteira assinada, com a expansão de 1,1% e novos 356 mil postos de trabalho — revertendo a queda registrada de 2015 e 2018.

 

O Brasil conta com 11,6 milhões de trabalhadores sem carteira assinada no setor privado, exceto empregados domésticos, uma expansão de 4% em relação a 2018 e o mais alto patamar já alcançado.

 

“Houve um crescimento expressivo do emprego com carteira assinada, com expansão de 1,8%, o que não ocorria desde o início da série, em 2012. Mas, ainda que o crescimento no quarto trimestre seja um dos maiores da série, o quantitativo de 33,7 milhões, ainda é cerca de 3 milhões inferior ao recorde da série, alcançado em 2014, quando foram registrados 36,7 milhões”, destaca analista da PNAD Contínua, Adriana Beringuy.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Levando-se em consideração as condições sanitárias do país, você optaria por:

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 01/04/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,20 -0,74%

Algodão R$ 93,03 -1,99%

Boi a Vista R$ 132,00 1,93%

Soja Disponível R$ 66,30 -0,90%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.