Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 10/07/2020

Economia - A | + A

sem dogmas 30.04.2020 | 14h49

Paulo Guedes admite possibilidade de 'imprimir moeda' para conter a crise

Facebook Print google plus

Antonio Cruz/Agência Brasil

Antonio Cruz/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu nesta quinta-feira (30) a possibilidade de orientar o BC (Banco Central) a "imprimir dinheiro" diante da crise econômica causada pela pandemia do novo coronavirus e disse que a possibilidade se conecta com a definição de um limite de endividamento do Brasil.

 

"O Banco Central pode sim emitir muito uma moeda e pode sim comprar dívida interna, porque se a taxa de juros for muito baixa, ninguém quer comprar título de longo prazo", avaliou o ministro em audiência pública no Senado.

 

Leia também - Governo autoriza prorrogação automática do auxílio-doença por no máximo 6 meses

 

De acordo com Guedes, um bom economista "não pode ter dogmas" em momentos como o atual. "De repente, quando surge uma ameaça de desemprego em massa, você sabe quem são os economistas que ganharam o Prêmio Nobel nessa linha também", afirmou ele.

 

Para Guedes, a impressão de dinheiro causaria uma monetização da dívida sem que exista impacto inflacionário. "Nós estamos atentos a todas as possibilidades", disse o ministro, destacando que o mundo espera que as reformas estruturais prossigam no Brasil. "Numa crise de saúde não falta dinheiro para a saúde, mas não podemos ter irresponsabilidade", completou.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Governo federal está liberando R$ 1.045 do FGTS por trabalhador para movimentar a economia. O que você fará com o benefício?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 10/07/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,80 -1,74%

Algodão R$ 89,99 -0,31%

Boi a Vista R$ 134,82 -0,13%

Soja Disponível R$ 67,60 0,90%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.